Cidades Fake news sobre Lázaro prejudicam polícia na checagem de denúncias

Fake news sobre Lázaro prejudicam polícia na checagem de denúncias

Delegada revela que Polícia Civil de Goiás já recebeu cerca de 3.5 mil informações de todo o Brasil a respeito do paradeiro do fugitivo

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV

Lázaro Barbosa está foragido há cerca de duas semanas

Lázaro Barbosa está foragido há cerca de duas semanas

Reprodução/ Record TV

A Polícia Civil de Goiás revelou, nesta terça-feira (22), que o excesso de notícias falsas relativas ao possível paradeiro de Lázaro Barbosa, o homem conhecido como o serial killer do DF (Distrito Federal), tem dificultado o trabalho de checagem das denúncias enviadas pela população ao telefone da instituição.

Segundo a delegada Paula Meotti, desde às 17h do último domingo, já foram recebidas cerca de 3.500 informações a respeito do foragido, vindas de todas as regiões do Brasil. No entanto, muitos telefonemas contém sugestões ou palpites da população sobre o trabalho policial.

"Acaba atrapalhando porque demora muito para filtrar. Estamos com policiais militares designados para acompanhar [as denúncias] 24h. É importante que a população tenha essa ciência da responsabilidade do papel dela. As informações que chegam ao conhecimento da polícia são checadas. Fake news atrapalham demais o trabalho da polícia", frisou a policial.

Delegada Paula Meotti critica fake news

Delegada Paula Meotti critica fake news

Reprodução/Record TV

Entre os milhares de ligações recebidas pelos atendentes da Polícia Civil goiana, muitas contém situações inusitadas. "Tem alguma cousas bizarras, palpites de como poderíamos capturado, coisas engraçadas."

A delegada Paula Meotti explica que não há um critério definido para orientar a população antes de procurar a polícia para relatar suspeitas. "Caso a população tenha elementos de que aquele relato ou avistamento que ela teve proceda, deve nos encaminhar. Não simplesmente sonhos, palpites ou coisas do tipo. Nos repassem casos concretos", completou.

Últimas