Após escândalo envolvendo a morte do marido, Flordelis perde contrato com gravadora

O anúncio foi feito pela própria gravadora que Flordelis fez parte há mais de dez anos

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Após a deputada federal e pastora Flordelis ser indiciada como a mandante do assassinato do marido Anderson do Carmo, em junho do ano passado, a gravadora MK Music, onde Flordelis tinha contrato como cantora, rompeu a parceria. O anúncio foi feito pela própria gravadora na tarde de quinta-feira (27).

Entenda o caso

Flordelis vai responder na Justiça como a mandante do assassinato do próprio marido, 42, em junho do ano passado, depois de um ano e dois meses de investigação.

De acordo com o jornal O Dia, seis familiares da deputada foram presos e 14 mandados de busca e apreensão sobre a morte do líder religioso foram cumpridos na casa da parlamentar, em Niterói, e em outros endereços ligados à ela, em São Gonçalo, na capital, e até mesmo Brasília. Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Niterói. Houve apreensão de celulares e computadores. A deputada não foi presa por causa do foro privilegiado.