Folha Vitória Aquaviário terá passagem mais cara que o Transcol e barcos com ar-condicionado e wi-fi

Aquaviário terá passagem mais cara que o Transcol e barcos com ar-condicionado e wi-fi

Governo diz que valor da tarifa será mais alta que a dos ônibus pois o custo do sistema é maior

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O novo aquaviário contará com barcos com ar-condicionado, sistema wi-fi, espaço para bicicletas e passagem mais cara que a do sistema Transcol. Os detalhes foram anunciados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana e Infraestrutura (Semobi) nesta terça-feira (12). Foi publicado um edital para a contratação de empresa para construir os pontos de parada do novo sistema.

As embarcações terão de 100 a 150 lugares, espaço para bicicletas e irão recolher passageiros em quatro pontos iniciais: Prainha, em Vila Velha; na Praça do Papa e no centro de Vitória, na capital; e em Porto de Santana, em Cariacica. As estruturas vão contar com sala de espera, onde os passageiros vão aguardar o embarque. Para o acesso aos barcos, haverá uma interligação, em formato de ponte, e que será coberta como abrigo em caso de chuva. 

O aquaviário será interligado ao sistema Transcol.  Ainda não há definição do valor da passagem, mas a Semobi já adiantou que será mais alto que o cobrado nos coletivos. A justificativa é a relação de custeio, maior que a manutenção dos ônibus. A previsão é que os terminais sejam entregues até novembro deste ano. 

Histórico

As balsas do sistema aquaviário começaram a funcionar em 1978. Chegaram a atender mais de 400 mil pessoas do mês e com terminais de embarque e desembarque no Centro da capital e em Paul e na Prainha, em Vila Velha. No entanto, devido ao alto custo de manutenção, as atividades foram suspensas em 1998 e os terminais, desativados. 

Últimas