Folha Vitória Casa do Turismo Capixaba: cardápio de restaurante deverá ter pratos da gastronomia do ES

Casa do Turismo Capixaba: cardápio de restaurante deverá ter pratos da gastronomia do ES

Pela proposta da Secretaria de Turismo do Espírito Santo, o restaurante e a cervejaria da futura Casa do Turismo Capixaba devem valorizar a gastronomia do Estado

Folha Vitória
Foto: Divulgação/Setur
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A proposta com as regras para o uso dos espaços comerciais da Casa do Turismo Capixaba, em Vitória, já foi definida. De acordo com a proposta da Secretaria de Turismo do Espírito Santo (Setur), o cardápio do restaurante deve ter pratos da gastronomia capixaba e a cervejaria deve oferecer, exclusivamente, cervejas artesanais do Estado.

Todas as regras propostas no edital de pregão eletrônico para concessão dos espaços da Casa do Turismo serão apresentadas, nesta quarta-feira (10), ao setor de bares e restaurantes. A expectativa é que o edital seja publicado nos próximos dias. A proposta de concessão é de 60 meses, mas o prazo pode ser prorrogado.

Segundo a Setur, os estabelecimentos deverão manter o funcionamento durante os finais de semana, os feriados e as datas festivas nos períodos diurnos e noturnos. Além disso, nos materiais de publicidade, eles deverão divulgar a história e a cultura capixaba, além de disponibilizar o QRCode para o site Descubra o Espírito Santo.

A secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, destacou que os empresários do setor serão ouvidos antes de qualquer definição sobre as regras para concessão do espaço. 

"Este é um momento de diálogo com os empresários do setor. Nossa intenção é apresentar a proposta e ouvir os empresários para que o processo transcorra de forma transparente e rápida para que em breve possamos abrir as portas do Saldanha não só para a sociedade capixaba, mas também para turistas que visitam nosso Estado", afirmou.

LEIA TAMBÉM: Capixaba lança aplicativo gratuito com dicas de pontos turísticos para curtir no ES

O espaço, que será sediado no prédio histórico do "Forte São João", antiga sede do Clube Saldanha da Gama, tem como objetivo fortalecer o turismo capixaba e oferecer uma infraestrutura adequada aos visitantes. 

"Queremos que o Saldanha volte a ser um ponto de encontro da sociedade capixaba, local onde teremos estes serviços, uma área para comercialização de artesanato, apresentações culturais, museu contando a história do Forte, como também será a sede da Setur", explica Lenise Loureiro. 

Segundo a secretária, o desejo é que os estabelecimentos já estejam em funcionamento no início do próximo ano.

Casa do Turismo Capixaba: Veja alguns serviços que devem ser disponibilizados

A área reservada para o restaurante, de acordo com a Setur, ficará no primeiro andar do prédio e deve ter área interna de 136,61 metros quadrados, além de área externa de 150 metros quadrados. A cervejaria também ficará no térreo e terá área interna de 68,96 metros quadrados e 150 metros quadrados de área externa.

A proposta da Setur prevê que a cervejaria deverá comercializar, exclusivamente, cervejas artesanais produzidas no Espírito Santo. Já o restaurante deverá fornecer refeições tipo executivo ou a la carte e garantir em seu cardápio a oferta de pratos da culinária típica capixaba.

Pela proposta, os vencedores do pregão também vão ter que disponibilizar aos clientes conexão à internet gratuita, manter o cardápio bilíngue e material informativo aos clientes da origem e da história dos produtos e pratos típicos da culinária capixaba comercializados em seus estabelecimentos.

Saiba como será a concessão

Segundo a Setur, os espaços comerciais serão concedidos nas condições em que se encontram. As adequações da área construída necessárias para a abertura dos estabelecimentos como revestimento, iluminação, rede elétrica, hidráulica, rede lógica, sistema de ar-condicionado, sistema de combate a incêndio, entre outros, deverão ser executadas às custas do concessionário em um prazo de até 120 dias, contados a partir da publicação do contrato no Diário Oficial do Estado.

LEIA TAMBÉM: Pontos turísticos capixabas retomam as atividades. Veja quais visitar

O valor mensal para uso só será cobrado após início das atividades comerciais. As áreas de carga e descarga, bem como o estacionamento da Casa do Turismo Capixaba, poderão ser utilizadas pelos empresários e seus clientes.

Para participar do pregão, a empresa deve estar inserida no Cadastro de Fornecedores do Governo do Estado. O acesso pode ser feito por meio do Portal de Compras

O cumprimento das regras de uso dos espaços será fiscalizado por uma comissão gestora composta por servidores da Secretaria de Turismo (Setur).

Últimas