Casal tem corpo queimado durante briga na Serra

Vizinhos e parentes foram acordados por gritos de socorro da mulher durante a madrugada

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ Sesa
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem de 32 anos e uma mulher de 34 anos se desentenderam e atearam fogo um no outro após uma briga na terça-feira (26), no bairro São Marcos 3, na Serra.

Vizinhos e parentes foram acordados por gritos de socorro da mulher durante a madrugada. Eles contaram que os dois estavam bebendo durante a noite quando um ateou fogo no outro. 

Uma vizinha que testemunhou o casal ferido contou a versão do homem: "Ele fala que foi ela que jogou álcool nele e nela e queria se matar, então jogou álcool no próprio corpo e riscou um fósforo", afirmou. 

A mulher foi socorrida para o Hospital Estadual Dr.Jayme Santos Neves, no bairro Morada de Laranjeiras, e o homem chegou depois.

De acordo com a Polícia Militar, que esteve no hospital para colher depoimentos, a mulher disse que o homem teria jogado álcool no corpo dela e ateado fogo, mas que acabou se queimando junto dela.

Já o homem, afirmou que a companheira foi quem começou a briga, e completou dizendo aos militares que tinha feito uso de cocaína.

Mulher e homem tiveram 16% e 22% dos corpos queimados, respectivamente

Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Na madrugada desta madrugada (27), nesta região domiciliar do bairro São Diogo 3, na Serra, moradores foram acordados com os gritos de socorro da mulher e encontraram o casal queimado

A equipe da TV Vitória/Record TV conversou com familiares do homem, que preferiram não gravar entrevista. Eles disseram que o homem teve 22% do corpo queimado, enquanto a mulher teve 16%. O quadro de saúde dos dois é estável.

A mulher deve sair da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ainda nesta quarta-feira (27). Quem mora na região conta que os dois são usuários de drogas e que as confusões são rotineiras.

A Polícia Civil informou que o caso foi registrado como lesão corporal e que precisa da representação da vítima.

Com informações de Jéssica Cardoso, da TV Vitória/Record TV

Últimas