Folha Vitória Com 26 cidades sem vacinas contra covid-19, Casagrande expõe dificuldade para comprar doses

Com 26 cidades sem vacinas contra covid-19, Casagrande expõe dificuldade para comprar doses

Há a expectativa de chegada de uma nova remessa de imunizantes ainda nesta semana ao Espírito Santo

Folha Vitória
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O governador Renato Casagrande externou a dificuldade que o Espírito Santo tem encontrado para adquirir doses de imunizantes contra a covid-19 diretamente com fornecedores. Segundo ele, a aquisição será realizada assim que o Estado encontrar as vacinas disponíveis.

"Estamos avançando para viabilizar a aplicação das vacinas que chegam e torcendo para que chegue mais vacinas. Estamos querendo comprar doses, mas ainda não encontramos fornecedores. Se a gente encontrar, vamos comprar. Estamos torcendo para que os contratos do governo federal sejam cada vez em maior número para salvarmos vidas no Espírito Santo", disse.

A afirmação ocorreu durante o evento que marcou, de forma simbólica, o início da vacinação para os profissionais da Educação no Estado. Apesar de inserir o novo grupo no público alvo, 26 cidades capixabas estão sem doses do imunizante para seguir com a campanha. Na região Metropolitana da Grande Vitória, Viana e Fundão não tem mais vacinas.

No interior do Estado, estão sem imunizantes as cidades de Piúma, Santa Maria de Jetibá, Jerônimo Monteiro, Ibitirama, João Neiva, Anchieta, Alfredo Chaves, Domingos Martins, Guaçuí, Conceição da Barra, Muqui, Brejetuba, Dores do Rio Preto, Atílio Vivácqua, Vargem Alta, Apiacá, Marataízes, Cachoeiro, Ibatiba, Aracruz, Iúna, Itarana, Irupi e Marechal Floriano.

Há a expectativa de chegada de uma nova remessa de imunizantes nesta semana no Espírito Santo. No entanto, a Secretaria de Saúde (Sesa) ainda não confirmou quando e nem qual quantidade deve ser entregue ao Estado e, posteriormente, distribuída aos municípios.

Mais grupos

Casagrande ainda ressaltou que há o desejo de imunizar muitos profissionais de outras áreas, mas não há doses suficientes no momento. "Queremos mais vacinas para imunizar outros profissionais. Debatemos com o Sindicato dos Rodoviários, pois tem uma demanda deles. Há também o pedido do pessoal da limpeza pública. Mas não temos doses suficientes ainda. É o Ministério da Saúde que define a ordem de vacinação", afirmou.

Vacinação de professores

Mesmo com doses limitadas das vacinas contra a covid-19, o Espírito Santo deu início, nesta quinta-feira (15), à vacinação de mais um grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização. A partir de agora, os profissionais da área de Educação, que têm entre 50 e 59 anos, passam a receber a primeira dose dos imunizantes.

A imunização do grupo começa na próxima segunda-feira (19), mas um ato simbólico foi realizado a manhã desta quinta (15), quando seis professores foram vacinados no Palácio Anchieta, em Vitória. O evento contou com a participação do governador Renato Casagrande e diversos órgãos representantes da categoria. O Espírito Santo adiantou a vacinação desse grupo e também a dos profissionais de Segurança Pública, utilizando 5% das doses da reserva técnica da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Últimas