Folha Vitória Conheça as motos elétricas mais baratas do mercado

Conheça as motos elétricas mais baratas do mercado

Além da busca pela economia com combustível, o movimento por uma vida mais sustentável também vai ajudar a impulsionar a venda de motocicletas elétricas.

Foto: Divulgação / Adobe Stock
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

As vendas de motos elétricas cresceram 76,75% em março de 2022, em comparação com o mesmo mês do ano passado. De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), neste período, foram emplacadas 110.083 unidades de motos elétricas.

O aumento da procura pela moto elétrica tem como principal motivo os constantes avanços no preço da gasolina. O veículo dispensa o uso de combustíveis como gasolina e álcool, já que é recarregável e movido a eletricidade.

As previsões para o setor são muito positivas: de crescimento de 32,5% por ano até 2030. Além da busca pela economia com transportes, o movimento por uma vida mais sustentável também vai ajudar a impulsionar a venda de motocicletas elétricas, incluindo scooters e triciclos, segundo a Quince Market Insights.

Vantagens das motos elétricas

Ter uma moto elétrica para se locomover traz muitas vantagens individuais e coletivas e, ainda, para o balanço das contas no fim do mês.

- Pouca necessidade de manutenção: pelo processo mais leve e automático de funcionamento, o motor elétrico tem menos chances de quebrar ou apresentar grandes defeitos, se comparado ao motor de combustão, de motos e veículos tradicionais.

- Menor poluição sonora: as motocicletas elétricas são mais silenciosas, e assim contribuem com a redução de ruídos no ambiente.

- Mais economia: as motos elétricas são mais econômicas em relação a veículos movidos a combustíveis como gasolina.

- Não emitem poluentes: por ser elétrica, a moto não emite gases poluentes que agridem a camada de ozônio.

- Menos impostos: a motocicleta elétrica, até o momento, tem menos impostos sobre ela do que os outros veículos, já que recebeu incentivo fiscal do governo.

Quem pode conduzir motocicletas elétricas?

Recentemente as motocicletas elétricas foram enquadradas na condição de ciclomotor. Por isso, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, para conduzi-las, é obrigatório ter habilitação na categoria A, ou ainda a ACC - Autorização para Conduzir Ciclomotores.

É preciso, ainda, atentar-se para o detalhe de que veículos que exigem CNH, requerem também emplacamento.

Como todo condutor de moto, é necessário também o uso de capacete e de vestimentas adequadas.

Modelos de motos elétricas

Shineray SE3: em média R$ 10.990,00

A autonomia da bateria deste modelo pode chegar a 80 quilômetros. A velocidade máxima alcançada por esta Shineray é de 50km/h e sua potência é de 2000 W, capaz de subir morros e carregar 160 kg entre piloto, passageiro e bagagem.

O design tem traços inspirados na famosa scooter.

Shineray SE2: em média R$ 13.990,00

Este segundo modelo da Shineray tem autonomia de 60 quilômetros. A velocidade máxima, contudo, é maior, de 50km/h, assim como sua potência, de 2300 W.

Tem freio a disco, quatro cores disponíveis, e capacidade de carga de 240km, com piloto, passageiro e bagagem.

Voltz EV1 Sport: a partir de R$ 14.990,00

Este modelo tem a possibilidade de utilizar uma ou duas baterias. Com uma, a autonomia chega a até 100km e, com duas, a autonomia pode chegar a 180 km. A velocidade máxima da EV1 é de 75km/h.

A motocicleta conta com display digital e tecnologia otimizada. Pode transportar 180 kg entre passageiro, piloto e carga.

Super Soco Cux: R$ 24.990,00

Este Modelo tem autonomia de 70 km e sua velocidade máxima é menor do que as outras motos elétricas: apenas 45 km/h.

A Super Soco Cux oferece três velocidades digitais e display com LCD.

Voltz EVS: R$ 19.900

Esta versão de moto elétrica é mais esportiva e moderna. Mais potente, com 3000 W, alcança velocidade máxima de 120 km/h. Sua aceleração é de 0 a 60 km/h em 6 segundos.

Com uma bateria, a EVS tem autonomia de 120 km e, com duas, de 180km. A capacidade máxima de transporte é de 200 kg.

Quanto tempo demora para carregar uma moto elétrica?

Em média, uma motocicleta elétrica leva 6 horas para ser completamente carregada na energia.

Alguns carregadores mais potentes podem fazer o serviço com aproximadamente três horas, mas eles costumam ter um preço mais elevado.

Quanto é possível economizar em combustível?

A economia que cada uma pode proporcionar vai depender do desempenho de cada modelo de motocicleta elétrica. Os gastos com gasolina, contudo, podem chegar a ser cinco vezes maiores.

Últimas