Folha Vitória Covid-19: mais de 90% das 147 mil crianças do ES entre 3 a 5 anos não estão vacinadas

Covid-19: mais de 90% das 147 mil crianças do ES entre 3 a 5 anos não estão vacinadas

Segundo o subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, a nova faixa etária incluída no PNI e o segundo reforço em idosos são os dois maiores desafios da vacinação atualmente

Foto: Adessandro Reis

Pouco mais de uma semana se passou desde o início da vacinação de crianças de 3 a 5 anos com a Coronavac contra a covid-19 no Espírito Santo. Até esta terça-feira (26), foram imunizadas 11 mil das 147.740 aptas a receberem o imunizante nessa faixa etária, ou seja, cerca de 8% dentro da meta preconizada pelo Ministério da Saúde de alcançar 90% do público alvo. 

Segundo o subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, entre os idosos, 63% receberam o segundo reforço, faltando 27% desse público alvo se vacinar para chegar aos 90%. Crianças de 5 a 11 anos ainda não completaram 60%. '"Nós ainda temos desafios pela frente. A imunização de crianças de 3 a 5 anos e o segundo reforço dos idosos são os nossos dois maiores desafios", destacou. 

Reblin falou ainda que, de maneira geral, o Estado chegou a passar de 15 mil para 20 mil doses aplicadas diariamente. Porém, esse crescimento costuma acontecer quando surgem novas ondas da doença. "Curiosamente, as doses aplicadas acompanham o aumento dos casos. Agora baixou novamente: hoje temos 10.800 doses aplicadas todos os dias".

LEIA TAMBÉM: >> Covid-19 matou mais crianças pequenas do que 14 doenças em 10 anos

No último dia (21), a secretaria de Estado da Saúde (Sesa) atualizou as orientações sobre a vacinação de crianças de 3 a 5 anos. A Nota Técnica Nº 26/2022, pode ser acessada no link disponibilizado pela Sesa.

A vacinação passou a valer para todas as crianças nesta faixa etária, inclusive as imunossuprimidas. Ainda de acordo com a secretaria, embora a Nota Técnica do Ministério da Saúde indique o escalonamento de idades para a imunização, o Estado não seguirá. A vacinação, portanto, acontece de maneira ampla para estas idades.

A Sesa também está orientando que os municípios utilizem as doses disponíveis da Coronavac para oferta às crianças de 3 e 4 anos. Já para as crianças de 5 anos de idade, deverá ser disponibilizada a vacina da Pfizer, para a gestão do estoque enquanto aguarda o envio de novas doses do Ministério da Saúde ao Estado.

ES terá novo Dia D de vacinação no sábado (30)

O subsecretário destacou ainda que a expectativa é que esses números melhorem até o fim da semana e também, com a realização do Dia D marcado para este sábado (30).

"Essa semana, estamos chamando de intensificação para municípios. Sábado agora teremos o Dia D. Até o momento, temos 56 mil doses planejadas para o evento", destacou. As ações não param por aí. Em agosto, está previsto um novo momento para estimular a população a buscar pela vacina. 

"Para agosto, a tendência é acompanharmos a intensificação nacional. Do dia 8 de agosto ao dia 9 de agosto, acontecerá o reforço para a multivacinação. uma atualização da caderneta vacinal. Já no dia 20 de agosto, ocorrerá o Dia D. Será um momento de grande esforço, com muitos pontos abertos. Nosso primeiro pactos junto aos municípios é acompanhar o esquema nacional para não criar algo em paralelo", explicou Reblin.

Coronavac para crianças entre 3 e 5 anos: tire suas dúvidas

Segundo informações da área técnica da Anvisa, a Coronavac, vacina disponibilizada para a faixa etária pediátrica apresenta baixo volume de reações adversas. Quando surge algum tipo de reação, na maioria das vezes, apresenta-se leve.

Um outro ponto a ser lembrado é o de que o imunizante deve ser administrado em duas doses, com 28 dias de intervalo, assim como já acontece em outras faixas etárias.

LEIA MAIS: >> Paralisia de Bell: saiba o que é a doença do influenciador Gustavo Tubarão

Últimas