Folha Vitória ES registra mais de mil assaltos em ônibus. Veja a cidade que lidera o ranking

ES registra mais de mil assaltos em ônibus. Veja a cidade que lidera o ranking

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), o número de roubos nos coletivos aumentou em 30% quando comparado com o ano passado

Folha Vitória
Foto: Iures Wagmaker / Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

No Espírito Santo, o número de assaltos nos transportes públicos chama a atenção. De acordo com os dados apresentados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), os casos ultrapassaram os do ano passado. 

De janeiro a setembro deste ano foram 1.161 roubos. A maioria aconteceu na Serra, onde foram 582 ocorrências registradas. Em segundo lugar no ranking de cidades com maior número de assaltos em coletivos está o município de Cariacica, com 259 casos.

Comparado com o mesmo período do ano passado, o número de assaltos em ônibus teve um aumento de 30%. Em 2020, de janeiro a setembro foram 1331 casos. A Serra também liderou o ranking com 447 ocorrências. Vitória estava em segundo lugar com 419.

Os números

>> EM 2021, FORAM REGISTRADOS 1161 CASOS DE ROUBOS EM TRANSPORTES COLETIVOS NO ESPÍRITO SANTO, DE JANEIRO A SETEMBRO. 
>> EM 2020, FORAM REGISTRADOS 1331 CASOS DE ROUBOS EM TRANSPORTES COLETIVOS NO ESPÍRITO SANTO, DE JANEIRO A SETEMBRO.

VÍTIMAS RECLAMAM DE PREJUÍZO COM ROUBO DE CELULARES

Um jovem contou como foi assaltado para a reportagem da TV Vitória. Ele estava voltando do trabalho no ônibus da linha 523 e seguia do bairro Feu Rosa para Colina de Laranjeiras. O sentimento é de revolta. 

Leia também: Homens armados com faca fazem arrastão em ônibus e ameaçam passageiros em Vitória

"Eu estava voltando do trabalho. Dentro do ônibus, aparentemente, tudo normal. O pessoal conversava na parte da frente. Quando, de repente, dois rapazes levantaram e anunciaram o assalto. Eles tocaram no ombro de um homem e pediram o celular. Ameaçavam a todo momento que iam matar e dar um tiro na cara de não sei quem", relatou. 

Ele destacou ainda que um dos passageiros do ônibus chegou a reagir ao assalto. Nesse momento, as vítimas perceberam que os suspeitos usavam uma arma falsa. 

"Eles acabaram entraram em uma briga, os dois assaltantes e o rapaz. Outra vítima. Em dois minutos de briga, conseguimos ver que realmente a arma era de mentira", explicou.

O jovem acabou ficando sem o celular e com um prejuízo de R$ 1.200. Além disso, esse não foi o primeiro assalto que passou dentro de um coletivo. Para ele, andar de transporte público na Grande Vitória é sinônimo de medo e apreensão. Os assaltantes conseguiram fugir.

"Essa é a terceira que sou assaltado. Independente se o ônibus está cheio ou não, você não se sente seguro. É capaz de o ônibus estar cheio de gente, você em pé e o cara passar, meter a mão no seu bolso e levar seu celular", afirmou ele.

Outro caso de assalto dentro do coletivo aconteceu também na Serra. O alvo foi a linha 821 que sai do Terminal de Carapina. Além de render os passageiros, os suspeitos atiraram para o teto e causaram desespero. Segundo as vítimas, um dos bandidos estavam com uma metralhadora de fabricação caseira. 

Polícia diz estar atenta aos casos

A Polícia Civil informou, por meio de nota, que está atenta aos crimes contra o patrimônio, inclusive cometidos no transporte coletivo, e está investigando os casos que são registrados.

Os crimes cometidos na Grande Vitória são investigados pela Delegacia Especializada de Repressão aos crimes contra o transporte de passageiros. A orientação é que as vítimas desse tipo de crime registrem a ocorrência em qualquer delegacia. 

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória / Record TV

Últimas