Folha Vitória Escovação de estofados ajuda na prevenção de problemas respiratórios

Escovação de estofados ajuda na prevenção de problemas respiratórios

Método de escovação é eficaz para higienização de estofados que acumulam ácaros e fungos, porém os materiais devem ser escolhidos com cautela para evitar desgaste dos tecidos.

Foto: Divulgação/DINO
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Doenças respiratórias têm afetado a vida de mais de 500 milhões de pessoas no mundo todo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS. No Brasil, cerca de 30% da população é atingida por alergias respiratórias, segundo a Federação Brasileira dos Hospitais. Os ácaros, bactérias e fungos, que se proliferam pelo acúmulo de sujeira em alguns ambientes, podem ser responsáveis pelo desenvolvimento de quadros como rinite alérgica, bronquite e asma, além de conjuntivite e dermatites.

Quando não recebem a devida atenção, os estofados e carpetes se tornam verdadeiras colônias para microorganismos e bactérias, porém, segundo o CEO da fabricante de escovas de limpeza Weinberg, é possível combater esses e outros problemas utilizando os métodos corretos de limpeza, como por exemplo, combinando polideiras com escovas específicas para esses casos.

"O uso de escovas circulares, apropriadas para politriz, são grandes aliadas na remoção das manchas e mau odor dos tecidos, enquanto a rotação do instrumento contribui para uma limpeza profunda e mais dinâmica'', disse Jefferson Heinz.

Este tipo de manutenção com escovas de limpeza para politriz está presente no dia a dia de empresas especializadas na higienização de estofados de automóveis, escritórios, consultórios e até mesmo residências. Cada caso requer um processo específico, mas no geral, a recomendação é aplicar previamente um produto de limpeza na superfície e em seguida iniciar a escovação, finalizando com água e aspiração.

Heinz ressalta que o trabalho envolvendo a polidora exige certos cuidados, uma vez que a combinação errada entre a força da politriz e o material que compõe a escova podem resultar em uma agressão do estofado, causando rasgos, desfiamentos ou desgaste das fibras. "É importante verificar as recomendações de cada escova, pois existem materiais destinados ao polimento em geral, para dar acabamento ou fazer a limpeza de superfícies mais resistentes e distintas dos tecidos", explicou o CEO da Weinberger.

Por isso, o especialista orienta o uso de escovas com cerdas de nylon, com dureza média ou macia, para um melhor aproveitamento da higienização. Já as cerdas mais duras servem para remoção de sujeiras mais concentradas. "Conhecer as possibilidades de limpeza para tecidos vai além de uma questão estética, pois pode ser fundamental no combate contra agentes causadores de problemas de saúde", finalizou Jefferson Heinz.

Últimas