Falso milionário é preso após usar site para abusar e extorquir mulheres no Brasil

Para aplicar os golpes, Eliezer marcava em motéis, e antes dos encontros, enviava comprovantes de depósitos bancários falsos que chegavam a R$ 10 mil

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem de 33 anos foi preso na última semana acusado de abusar e extorquir várias mulheres em todo o país. Eliezer de Queiroz Moreira  foi capturado em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. 

De acordo com investigações, Eliezer criou um perfil falso no site do relacionamento da prática chamada de "sugar daddy" , e assim, enganava as vítimas ao se passar por um milionário brasileiro que tinha negócios nos Estados Unidos.

No site, o criminoso postava imagens de supostas viagens, carros de luxo, jatinhos e bebidas caras para atrair as mulheres. Ele prometia uma renda semanal que poderia chegar a 1 mil dólares para que elas se encontrassem com um suposto sobrinho. No entanto, o sobrinho era o próprio Eliezer.

Para aplicar os golpes, Eliezer marcava em motéis, e antes dos encontros, enviava comprovantes de depósitos bancários falsos que chegavam a R$ 10 mil, alegando que seria um reembolso das despesas da noite, que deveriam ser pagas por elas. Como parte do golpe, ele obrigava as mulheres a filmarem o local, como se estivesse mandando as imagens para o tio fora do país.

Várias vítimas tiveram prejuízos acima de R$ 5 mil.  Agora o falso milionário irá responder por estupro, estelionato e falsificação de documentos.