'Milena, me ajuda': viúva relata choque ao ver marido ser morto

A esposa de João Alberto, espancado até a morte no estacionamento do Carrefour, disse que viu o momento em que o esposo foi imobilizado

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A viúva Milena Borges Alves relatou o momento de choque que viveu ao ver o marido sendo morto. “Ele disse ‘Milena, me ajuda’. Eu fiquei em choque, foi uma brutalidade que fizeram com ele. Foi assim... horrível”. João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi espancado até a morte por seguranças do supermercado Carrefour, na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite da última quinta-feira (19).

De acordo com Milena, a ida ao supermercado fazia parte da rotina do casal, já que o estabelecimento ficava próximo à residência deles. Milena contou que o marido teria feito um gesto para uma segurança da loja, e ele não teria gostado.

Em entrevista à Record TV, a viúva contou que ficou no caixa pagando as compras enquanto João Alberto descia para o estacionamento. Ela disse também que no momento em que descia pela escada rolante, viu os seguranças correndo em direção ao estacionamento e quando ela chegou, viu o marido imobilizado.

Foto: Reprodução/Facebook
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um amigo da vítima estava no local e presenciou a brutalidade dos seguranças. “Só pelas imagens não dá pra ver a brutalidade que nós percebemos lá dentro, os socos que ele tomava que chegava a 200 metros ouvindo o barulho e ele pedindo socorro pra pararem de bater”.

A explicação dos seguranças é de que João Alberto teria agredido uma funcionária e ofendido e encarado alguns fiscais do local. Mas informações da polícia mostram que a investigação não condiz com a descrição dos seguranças.

* Com informações do Portal R7