Folha Vitória Mulher suspeita de atear fogo e matar o próprio pai é presa em Fundão

Mulher suspeita de atear fogo e matar o próprio pai é presa em Fundão

O caso aconteceu em julho deste ano no estado de São Paulo. Contra a mulher havia um mandado de prisão temporária em aberto

Folha Vitória
Foto: Andre Vinícius Carneiro
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
A suspeita foi levada para o Centro Prisional Feminino de Colatina

A Polícia Militar prendeu na tarde do último sábado (4), uma mulher com mandado de prisão temporária em aberto, por suspeita de ter incendiado e matado o próprio pai em São Paulo, no dia 09 de julho deste ano.

A mulher foi detida na região de Praia Grande, em Fundão, pelos militares que realizavam o patrulhamento pela localidade e já tentavam monitorar os passos da suspeita há alguns dias, conforme infomações que iam recebendo sobre seu possível paradeiro. No entanto, a mulher se mudava sempre de endereços, evitando assim a abordagem.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a mulher, de 41 anos, teria se evadido de Embu Guaçu, na Grande São Paulo, depois de buscar o idoso, de 65 anos, em uma clínica de reabilitação onde vivia, com o pretexto de levá-lo para passear em uma trilha, aproveitanto a oportunidade para matá-lo carbonizado. 

Ainda segundo a PM, há relatos de que o crime teria sido cometido por vingança, visto que há alguns anos a mulher tinha informado a família que durante a adolescência era abusada sexualmente pelo pai.

A suspeita foi detida e encaminhada à Delegacia Regional de Aracruz e, após os procedimentos, encaminhada para o Centro Prisional Feminino de Colatina, onde permanece à disposição da Justiça. A possível transferência da detida ficará a cargo de decisão do Poder Judiciário de São Paulo.

Últimas