Folha Vitória Pesquisa mostra que pandemia deixou passagens aéreas até 60% mais baratas

Pesquisa mostra que pandemia deixou passagens aéreas até 60% mais baratas

Apesar do dado positivo, especialistas ainda divergem sobre ser ou não o momento certo para aproveitar as promoções

Folha Vitória
Foto: Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um levantamento feito pela Kayak, empresa especializada em pesquisa de viagens, a pedido do R7 Economize, aponta redução nos valores de passagens aéreas pesquisadas em junho e julho de 2020 na comparação com o mesmo período em 2019.

A maior diferença foi encontrada em passagens aéreas para Orlando, nos Estados Unidos.

Houve uma redução de 60,09% nos preços das passagens compradas entre dezembro 2019 e janeiro de 2020 na comparação com dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

Já nos voos nacionais, a maior diferença foi identificada em viagens para Recife, com redução de 43,43% para quem for comprar uma passagem para dezembro deste ano ou janeiro de 2021.

A pesquisa tem como base a média de preço das passagens aéreas com saída de todos os aeroportos do Brasil.

Aproveitar ou não as promoções?

Aproveitar ou não o momento para economizar na viagem das férias é uma dúvida que atinge muita gente. Afinal, será que a pandemia vai terminar antes da data escolhida para descansar?

Especialistas divergem sobre o assunto. Uma recomendação, porém, que é unanime é o planejamento da viagem com antecedência para conseguir melhores preços nas passagens, hospedagens e atrações turísticas.

Ricardo Teixeira, coordenador do MBA em gestão financeira da FGV (Fundação Getúlio Vargas), cita como exemplo os parques de diversão que vendem os ingressos antecipadamente e mais baratos. "Agora é um ótimo momento para planejar as férias do fim do ano pois é possível encontrar preços muito convidativos", diz.

Teixeira frisa, porém, que não há como prever o comportamento do mercado no período das férias de final de ano e verão. Também não é possível saber como estarão as questões sanitárias até lá.

Ele também orienta que "não se deve comprar nada, menos ainda nesse período, sem uma boa pesquisa".

Foto: Reprodução R7
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

* Com informações do R7.com

Últimas