Folha Vitória Príncipe Harry e Meghan Markle se pronunciam após morte do Príncipe Philip

Príncipe Harry e Meghan Markle se pronunciam após morte do Príncipe Philip

A presença do casal do casal no velório e enterro do príncipe ainda é dúvida, não só pela situação da pandemia, mas também pelo clima entre família real e os duques de Sussex

Folha Vitória
Foto: Reprodução / Instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Príncipe Harry e sua esposa Meghan Markle, duque e duquesa da Sussex, se pronunciaram após a morte do Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II e avô de Harry. No site oficial da instituição de caridade Archiewell, que os duques criaram, há a mensagem: “Em memória à sua alteza real o duque de Edimburgo. Obrigada pelo seu serviço…. Você fará muita falta.”

A presença do casal do casal no velório e enterro do príncipe ainda é dúvida, não só pela situação da pandemia, mas também pelo clima entre família real e os duques de Sussex. Depois que eles deram uma entrevista à apresentadora americana Oprah Winfrey, onde fizeram várias acusações à família real, inclusive de racismo, segundo a mídia britânica, a relação de Harry com o resto da família tem sido quase inexistente.

Foto: Reprodução Instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Especula-se que apenas Harry vá ao velório do avô. A ideia seria prestar uma última homenagem em nome do casal e poupar Mehgan - que está grávida - de uma viagem internacional e ao risco de contágio do novo coronavírus.

Pandemia muda protocolos

Quem não se lembra da imagem do Palácio de Buckingham, em Londres, cheio de flores em homenagem pela morte da Princesa Diana, em 1997? A imagem poderá não se repetir agora, em 2021, por ocasião da morte do Príncipe Philip que faleceu na manhã desta sexta-feira. Logo que a notícia da morte do duque de Edimburgo foi anunciada, o público começou a deixar flores no portão do palácio que é a casa oficial da monarquia britânica. Mas o gesto de homenagem está sendo desencorajado, para que as pessoas não saiam às ruas nem aglomerem.

A sugestão da Família Real é que, ao invés de saírem para depositar flores nas portas dos palácios, o público faça doações à entidade de caridade que o príncipe apoiava.

É que, mesmo com a vacinação avançada contra covid-19 por lá, protocolos e até tradições já conhecidas de funerais reais precisaram ser adaptadas. O livro de condolências é um deles: a Família Real lançou uma ferramenta digital para quem quiser mandar mensagens à família e anunciou que não haverá um livro físico para isso.

A causa da morte ainda não foi divulgada, mas se sabe que o velório vai acontecer na capela de São Jorge - que ficou famosa, após o casamento do Príncipe Harry e Meghan Markle -, no Palácio de Windsor, onde o príncipe morreu. Mais detalhes sobre o velório ainda não foram divulgados. Por enquanto, a Família Real pediu que o público não se aglomere para evitar a contaminação do novo coronavírus.

Outra dúvida é quantos membros da família real participarão do enterro. Pelas normas do governo britânico, cada enterro pode ter apenas 30 pessoas. A rainha Elizabeth e o príncipe Philip têm 4 filhos, 8 netos e 10 bisnetos.

Artigo produzido por Beatriz Marcarini

Últimas