Folha Vitória Sem vontade para o sexo? Causas e como aumentar a libido!

Sem vontade para o sexo? Causas e como aumentar a libido!

A libido é um instinto do ser humano, natural e saudável, mas que pode sofrer influência e alterações por questões físicas e emocionais

Folha Vitória
Foto: Divulgação / Adobe Stock
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A sexualidade é fundamental para a qualidade de vida de um ser humano. Ela contribui com o bem-estar do corpo como um todo, físico e psicológico, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em contrapartida, a falta de desejo sexual é constatada entre aproximadamente 15,8% dos homens e 21,1% das mulheres brasileiras, de acordo com a pesquisa Perfil Sexual da População do Brasil, publicada no site da Fiocruz.

A libido é um instinto do ser humano, natural e saudável, mas que pode sofrer influência e alterações por questões físicas e emocionais. Por isso, este é um assunto que não pode ser negligenciado.

Causas da falta de apetite sexual

A redução ou a falta de libido pode ser causada por muitos fatores, como por exemplo alterações hormonais ou situações na vida pessoal, sejam elas temporárias ou não.

Veja quais são as principais causas da falta de desejo sexual:

- Transtornos psicológicos/mentais: ansiedade e depressão, por exemplo, podem afetar a libido. A falta de prazer em atividades rotineiras são características desses transtornos, e o sexo é uma delas.

- Stress: o stress desequilibra o sistema nervoso autônomo, responsável direto pelo desejo sexual.

- Medicamentos: pílulas anticoncepcionais, ansiolíticos e antidepressivos são remédios que provocam alterações hormonais no sistema nervoso. Alguns desses medicamentos interferem diretamente na libido.

- Problemas no relacionamento: a falta de reciprocidade, de compreensão entre o casal, ou até da admiração mútua, são causas muito comuns na redução do apetite sexual.

- Menopausa: as mulheres sofrem com muitos sintomas durante a menopausa. Além das irritações, da secura vaginal e das ondas de calor, que já podem atrapalhar o desejo sexual, elas sofrem com a redução de estrogênio. Esse hormônio, quando em queda, causa falta de libido - neste período, uma a cada duas mulheres sofre com falta de apetite sexual.

- Problemas na tireoide: o hipotireoidismo é a baixa produção do hormônio pela glândula. E alguns dos sintomas desse distúrbio são a perda de libido e até mesmo a disfunção erétil.

- Baixa exposição à luz: é isso mesmo. Até mesmo a pouca exposição à luz do sol pode afetar o apetite sexual. Um estudo mostrou que os raios de sol contribuem com o aumento dos níveis hormonais em homens com baixa libido e, como consequência, a satisfação sexual. Andrea Fagiolini, em entrevista à Reuters, afirmou que os níveis de testosterona aumentam no verão e caem no inverno.

- Redução dos níveis de testosterona: este é um dos principais hormônios envolvidos na regulação do desejo sexual. Por isso, em baixa, a libido pode desaparecer.

Como contribuir para o aumento da libido

Como você pode ver, as causas da falta de apetite sexual são muitas. É possível tomar algumas atitudes para reverter a situação: algumas em casa, mudando a própria rotina e, outras, procurando a ajuda de um médico.

- Exercícios físicos: a prática regular de atividades físicas pode ajudar - e muito - a aumentar a libido. Pessoas fisicamente ativas têm uma boa circulação sanguínea e consequente irrigação dos órgãos. Ainda, fazer exercícios proporciona a liberação de neurotransmissores no cérebro que interferem positivamente na libido.

Praticar algum tipo de esporte também contribui com a melhora da autoestima.

- Alimentação: refeições balanceadas também ajudam o indivíduo a ter uma vida sexual mais satisfatória. Afinal, uma alimentação saudável, aliada à prática de exercícios físicos, também melhora a circulação sanguínea e o funcionamento do organismo como um todo.

De acordo com a OMS, a alimentação saudável inclui frutas, verduras, legumes, oleaginosas e cereais integrais.

Alguns alimentos, contudo, podem ajudar especificamente na questão sexual: por aumentarem o fluxo sanguíneo, com os flavonóis, por terem vitaminas do complexo B e por liberarem a serotonina e a ocitocina, hormônios do bem-estar e do prazer.

São eles: abacate, chocolate 70% ou mais, salmão e atum, ovo de codorna e amendoim.

- Vida social saudável: ter com quem conversar e procurar se divertir com atividades prazerosas são fundamentais para um bom desempenho do apetite sexual. Uma vida social saudável está diretamente ligada ao bem-estar e à saúde mental, que afetam diretamente a libido.

- Procurar um médico: ao identificar a falta de libido, o primeiro passo é procurar um médico: para todas as questões hormonais e de saúde mental, é preciso procurar a ajuda de um profissional da saúde. Só ele saberá dizer qual a causa específica, ou múltiplas causas, da falta de apetite sexual, e fazer a orientação correta de como reverter a situação. 

Últimas