Twitter anuncia selos para contas de pessoas e mídias ligadas a governos

A princípio, a regra começará a valer nos cinco países-membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas: China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia, mas deve ser ampliada gradativamente às demais nações

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Twitter anunciou que irá por uma etiqueta em contas de pessoas e mídias ligadas a governos estatais como forma de dar mais transparência aos debates e à disseminação de informações na plataforma. Para a rede social, as pessoas "têm o direito" de saber quando uma conta tem algum tipo de ligação com governos estatais.

Conforme nota publicada na quinta-feira (06), a medida não será aplicada a chefes de Estado porque eles têm amplo reconhecimento tanto da mídia como internacional pelo cargo que ocupam.

A princípio, a regra começará a valer nos cinco países-membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas: China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia, mas deve ser ampliada gradativamente às demais nações.

Os selos irão para contas de funcionários do governo, ministros das Relações Exteriores, porta-vozes oficiais, embaixadores e diplomatas, entidades institucionais do país e entidades e líderes que sejam a voz dos cinco países no exterior. Além das notificações, o Twitter informou que não irá mais indicar essas contas como "recomendadas" em seus sistemas de notificações aos usuários e não ampliarão o alcance das postagens desses perfis.

Com informações do portal R7