Folha Vitória VÍDEO| Funcionário de hospital morre à espera de leito, diz sindicato

VÍDEO| Funcionário de hospital morre à espera de leito, diz sindicato

SindSaúde-ES disse que servidor aguardou atendimento dentro da ambulância

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O profissional da saúde e servidor do Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, de Vitória, Paulo César Leandro, morreu nesta segunda-feira (5), por complicações da covid-19. Ele tinha 65 anos e trabalhava no setor de internação do hospital.

A informação foi divulgada na página oficial do Facebook do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde no Estado do Espírito Santo (SindSaúde-ES). Segundo o SindSaúde-ES, Paulo César morreu dentro da ambulância a espera por um leito, sem ser atendido, por causa da superlotação no sistema de saúde. O sindicato afirma ele se contaminou no próprio ambiente de trabalho. 

"A morte de Paulo César é mais um fato triste nessa tragédia que estamos vivenciando, mas também é um alerta para que as pessoas percebam a gravidade do momento e a necessidade de se manter o isolamento social. O atendimento pode ser a diferença entre a vida e a morte para quem apresenta os sintomas graves da covid-19", desabafou o sindicato. 

Veja a postagem:

O que diz a Sesa? 

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde lamentou o falecimento do colaborador Paulo César Leandro. A Sesa esclareceu que ele recebeu assistência no Pronto-Atendimento, e que era aguardada a estabilização do quadro clínico para que ele fosse transferido para um hospital de referência. Quando foi feita a transferência, ele não resistiu e veio a óbito. 

Leia a nota na íntegra:

A Secretaria da Saúde lamenta o falecimento do colaborador Paulo César Leandro que atuava no Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória desde de 2007.

O colaborador recebeu assistência em Pronto-Atendimento e aguardava estabilização do quadro clínico para ser transferido para um hospital de referência. Ele teve seu quadro estabilizado, no entanto, durante a sua transferência na manhã desta segunda-feira (05), ele não resistiu.

A Sesa informa que tem mantido a transparência em relação a pressão assistencial da rede de Saúde, tendo, nesta segunda-feira (05), 47 pacientes em PAs/UPAs aguardando disponibilidade de leito hospitalar na Central de Regulação - 26 há menos de 24h, 11 há mais de 24h, e 10 há mais de 48h.

Em relação a espera de UTI, a Central de Regulação registra 10 pacientes.

Central de Regulação de Urgência e Emergência do Samu 192 registra um total de 86 atendimentos para pacientes que podem ser levados para UPAs, PAs ou hospitais.

A Sesa destaca ainda que a regulação dos pacientes acontece de acordo com o quadro clínico apresentado, caso haja mudança no quadro, é necessário buscar outro perfil de vaga.

Homenagem 

Na manhã desta terça-feira (6), profissionais do hospital onde Paulo trabalhava prestaram uma homenagem. Veja o vídeo:

Últimas