Gazeta Digital Bióloga busca facilitar acesso à leitura e espalha livros por Cuiabá

Bióloga busca facilitar acesso à leitura e espalha livros por Cuiabá

Luciana da Silva Estevam

Luciana da Silva Estevam

Gazeta Digital

Apaixonada pela literatura por incentivo de uma professora, a bióloga Luciana da Silva Estevam, de 35 anos, decidiu que precisava dividir com outras pessoas as leituras que havia feito. Separou, então, 25 livros dos 100 que tem em casa e saiu a cidade em busca de um local para deixar os exemplares.  

Leia também - Estudantes de Mato Grosso criam fralda descartável feita de mandioca

Entre obras de Jorge Amado e a espírita Zíbia Gasparetto, Luciana também separou livros didáticos e uma coleção completa da área de administração, publicada pela Universidade de Harvard. 

No caminho entre sua casa e o trabalho, a bióloga encontrou o novo ponto de ônibus em container, instalado na Avenida do CPA, que possui um espaço voltado especificamente para este fim. Com o findar do expediente, Luciana não teve dúvidas: colocou a cesta de livros no carro, levou-os até a estrutura e, um a um, organizou os exemplares nas prateleiras. 

“Na infância, não era possível ter uma rotina constante de leitura. Tinha que passar uma manhã em uma biblioteca no centro, para poder ter acesso aos livros, pois não podia levá-los para casa. A partir do momento que comecei a trabalhar, passei a comprar os meus. No entanto, assim como já aconteceu comigo, existem pessoas que não têm essa mesma condição", contou. 

Uma semana depois, Luciana repetiu o gesto e, desta vez, optou por colocar mais 30 livros, fazendo um misto entre didáticos e literatura. Segundo ela, a ideia é fazer com que um público diversificado seja atingido pelo gesto. Com esta ação, ela salienta que espera incentivar que novas pessoas também deem sua parcela de contribuição para construção de uma cidade melhor. 

“Sei que existem as mídias digitais, que permitem baixar livros no computador, mas ainda é prazeroso ter um livro na mão. Além de tudo, esse é apenas um exemplo daquilo que podemos fazer para ajudar o próximo”, pontuou Luciana.   

    Access log