Cidades Júri absolve ex-mulher de Bruno, julgada ao lado do goleiro

Júri absolve ex-mulher de Bruno, julgada ao lado do goleiro

Dayanne Rodrigues respondia por sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio e do filho

  • Cidades | Enzo Menezes, do R7, em Contagem (MG)

Ex de Bruno, Dayanne Rodrigues foi o absolvida por 4 votos a 3 do júri

Ex de Bruno, Dayanne Rodrigues foi o absolvida por 4 votos a 3 do júri

Marcelo Albert / TJMG

A ex-mulher de Bruno, Dayanne Rodrigues, julgada ao lado do goleiro, foi absolvida por quatro votos a três do júri popular. Ela respondia por sequestro e cárcere privado de Bruninho, filho do ex-marido com Eliza.

O goleiro Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos e 3 meses pela morte de Eliza Samudio, assassinada em junho de 2010. O promotor Henry Vasconcelos afirmou que ficou satisfeito com a decisão do júri na madrugada desta sexta-feira (8). Bruno respondia pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado.

O assistente de acusação, Cidney Karpinski, disse à TV Record que a família de Eliza também ficou satisfeita com a decisão do júri, composto por sete pessoas, ao saber da condenação do ex-goleiro.

Fotos: Bruno é condenado três anos depois da morte de Eliza

A defesa de Bruno pediu que não fosse feita nenhuma imagem do réu durante a leitura do sentença. O TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) acolheu o pedido. Em clima de revolta, todos os fotógrafos e cinegrafistas de emissoras de TV foram retirados do local. A Polícia Militar chegou a fazer um cordão de segurança em frente ao salão do júri para evitar a passagem dos profissionais de imagem da imprensa.

Últimas