Cidades MP-BA denuncia suspeito de matar mestre de capoeira Moa do Katendê

MP-BA denuncia suspeito de matar mestre de capoeira Moa do Katendê

Barbeiro denunciado está preso desde o dia do crime. Segundo a denúncia, capoeirista foi morto com 13 facadas e não teve chance de se defender

Capoeira

Mestre Moa do Katendê, morto em 8 de outubro

Mestre Moa do Katendê, morto em 8 de outubro

Reprodução/Facebook

O MP-BA (Ministério Público da Bahia) denunciou, nesta quinta-feira (18), o barbeiro suspeito de matar o mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Moa do Katendê, no dia 8 de outubro, em Salvador. O denunciado está preso desde o dia do crime.

Veja também: Polarização desemboca em violência durante eleição

Segundo o promotor Davi Gallo, autor da denúncia, o barbeiro cometeu crime de homicídio por motivo fútil e sem possibilitar qualquer defesa à vítima, que era um idoso. Segundo a denúncia, Moa do Katendê foi assassinado com 13 facadas por todo corpo.

Com base nas investigações da Polícia Civil, a denúncia aponta que antes do crime o mestre de capoeira e o barbeiro discutiram aos gritos e se ofenderam no comércio conhecido como 'Bar do João', no bairro Dique do Tororó.

O promotor ainda afirma que as eleições presidenciais teria sido o motivado da briga entre os dois. De acordo com o Ministério Público, depois da discussão, o barbeiro foi para casa e voltou com uma faca peixeira.

O barbeiro também foi denunciado por uma tentativa de homicídio contra um outro homem que tentou defender Moa do Katendê. De acordo com a denúncia, a segunda vítima foi atingida com uma facada no braço direito.

Leia mais notícias de São Paulo

Você tem alguma denúncia? Envie um e-mail para denuncia@r7.com

    Access log