Cidades Pequenos negócios da Paraíba geram mais de 1,9 mil novos postos de trabalho durante o mês de março

Pequenos negócios da Paraíba geram mais de 1,9 mil novos postos de trabalho durante o mês de março

Pelo terceiro mês consecutivo, os pequenos negócios da Paraíba seguem liderando a criação de novos postos de trabalho no estado, contribuindo decisivamente para o processo de reaquecimento da economia. É o que revela levantamento realizado pelo Sebrae Paraíba, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo os números, as micro […]

Portal Correio
Emprego

Emprego

Portal Correio
Foto: Divulgação/Secom-JP

Pelo terceiro mês consecutivo, os pequenos negócios da Paraíba seguem liderando a criação de novos postos de trabalho no estado, contribuindo decisivamente para o processo de reaquecimento da economia. É o que revela levantamento realizado pelo Sebrae Paraíba, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo os números, as micro e pequenas empresas apresentaram saldo positivo de 1.927 vagas no mês de março, enquanto as médias e grandes empresas acumularam saldo de 147 postos de trabalho.

Além dessas duas categorias, o levantamento também revela que a administração pública encerrou o mês de março com saldo negativo de cinco vagas, enquanto que as contratações realizadas por pessoas físicas apresentaram saldo positivo de 13 vagas no mesmo período. Já em relação ao número de vagas geradas por setor, o levantamento do Sebrae Paraíba indica que, no universo dos pequenos negócios, o comércio foi o principal responsável pela criação de novas oportunidades de trabalho, com saldo positivo de 591 vagas.

Em seguida, conforme os números, aparecem o setor de serviços, com saldo positivo de 516 vagas, a indústria de transformação, que criou 403 postos de trabalho, a construção civil, responsável pela abertura de 400 vagas, e a indústria extrativa mineral, que apresentou saldo positivo de 22 vagas. Já os pequenos negócios do setor de serviços industriais de utilidade pública (SIUP) e da agropecuária apresentaram saldo negativo de 3 e 2 vagas, respectivamente.

Ainda abordando a geração de empregos no mês de março, o levantamento realizado pelo Sebrae também revela que foi a capital, João Pessoa, a principal responsável pela geração de novos postos de trabalho no estado, com saldo de 555 vagas. Em seguida, aparecem Campina Grande (382 vagas), Cabedelo (90 vagas), Santa Rita (77 vagas) e Catolé do Rocha (67 vagas).

De acordo com os números acumulados do primeiro trimestre deste ano, as micro e pequenas empresas apresentaram saldo positivo de 7.376 vagas, enquanto as médias e grandes empresas encerraram o período com saldo negativo de 6.408 postos de trabalho. O mesmo ocorreu com a administração pública, que acumula saldo negativo de 13 vagas.

Por sua vez, as contratações feitas por pessoas físicas apresentaram saldo positivo de 24 postos de trabalho.
Para a gerente da Unidade de Gestão Estratégica e Monitoramento do Sebrae Paraíba, Ivani Costa, os dados do levantamento indicam uma reação dos pequenos negócios, especialmente daqueles que se beneficiam mais rapidamente do avanço da campanha de imunização contra a Covid-19.

“Os dados mostram que são os pequenos negócios que estão abrindo mais vagas e tornando positivo o saldo de empregos na Paraíba nos últimos meses. Essas novas contratações estão acontecendo justamente em segmentos que possuem reação mais rápida ao contexto de imunização da população contra a Covid, como: os comércios de alimentos, atividades de logística, negócios pet, oficinas e peças, construção, indústrias de base tecnológica, educação e saúde”, explicou a gerente.

Últimas