Cidades Polícia investiga se Lázaro Barbosa invadiu chácara neste sábado (26)

Polícia investiga se Lázaro Barbosa invadiu chácara neste sábado (26)

Casal dono de propriedade na região de Girassol (GO) relatou às forças de segurança que houve arrombamento no imóvel

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV

A polícia investiga se Lázaro Barbosa, o assassino em série procurado há 18 dias no interior de Goiás, invadiu neste sábado (26) uma propriedade na região de chácaras de Luminosa, próxima ao distrito de Girassol. No local, há 295 propriedades rurais.

Casal suspeita de invasão de Lázaro em chácara

Casal suspeita de invasão de Lázaro em chácara

Reprodução/Record TV

Um casal proprietário de uma chácara esteve na base da polícia e contou que alguém tentou invadir o imóvel. Ninguém ficou ferido, mas a suspeita é que Lázaro tenha passado pelo local. O caseiro informou aos patrões que, ao chegar ao local, no final da manhã, percebeu que o cadeado estava rompido.

"O rapaz que trabalha pra mim viu hoje. Ele chegou lá, o cadeado tava rompido", disse um dos proprietários à reportagem da Record TV. Ao ser comunicado, o casal correu em direção a uma das barreiras da PRF montadas em estradas de terra da região e pediram ajuda aos policias, que os levaram à base. Logo após a denúncia, seis viaturas da polícia se dirigiram à propriedade. 

Neste 18º dia de buscas, houve a soltura do caseiro detido na quinta-feira (24) sob suspeita de facilitar a fuga de Lázaro, o caseiro Alain de Santana, de 33 anos.

Em depoimento, ele afirmou que o patrão, Elmi Caetano Evangelista, de 74 anos, que também foi detido, deu abrigo ao fugitivo na chácara. Alain ainda disse que Lázaro ficou pelo menos, cinco dias na propriedade do patrão. Ele contou que viu, inclusive, Elmi chamando Lázaro para almoçar e que foi ameaçado pelo assassino, caso o paradeiro dele fosse revelado.

Elmi teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. A defesa tenta conseguir um habeas corpus, alegando que ele sofre de diabetes, neoplasia no esôfago e câncer na costela, fazendo uso de medicação contínua. Os advogados do fazendeiro dizem ainda que, além de ser primário, Elmi não prestou nenhum tipo de apoio a Lázaro, que a área da propriedade estava toda mapeada, e qye a polícia ia diariamente no local, sendo impossível que Lázaro passasse dia e noite no local. 

Últimas