Cidades Secretário de Saúde de SC admite colapso no sistema de saúde

Secretário de Saúde de SC admite colapso no sistema de saúde

Com hospitais lotados e doses insuficientes de vacinas, governo endureceu medidas de restrição a partir desta quinta-feira (25)

  • Cidades | Do R7

Governo de SC recebeu lotes de vacina nesta quarta-feira (24)

Governo de SC recebeu lotes de vacina nesta quarta-feira (24)

Mauricio Vieira / Secom

Em ofício enviado aos secretários municipais de saúde, o secretário estadual de Saúde de Santa Catarina, André Motta Ribeiro, admitiu que o estado está em colapso em razão da pandemia de covid-19. Com hospitais lotados e doses insuficientes de vacinas para imunizar a população, Ribeiro fez um apelo por isolamento social.

"Solicito aos gestores municipais que tomem medidas emergenciais para diminuir significativamente a circulação das pessoas, mantendo apenas serviços essenciais e que convoquem toda a força de trabalho da Saúde para o enfrentamento. Estamos mobilizados para fazer todo o possível para diminuir sofrimentos impostos às pessoas, mas a força e gravidade deste momento estão suplantando o resultado das nossas ações", afirmou Ribeiro na nota.

Desde março do ano passado, 652,8 mil pessoas tiveram resultado positivo para o teste de coronavírus. Destas, 7,1 mil morreram. O decreto de calamidade pública para enfrentamento à covid-19 foi estendido até 30 de junho.

Novos protocolos de saúde entraram em vigor nesta quinta-feira (25) no estado. Entre as medidas, está a proibição, por 15 dias, das atividades em casas noturnas e casas de espetáculos e a limitação da venda e consumo de bebidas alcoólicas em postos de combustíveis e suas lojas de conveniência entre 0h e 06h.

No transporte coletivo, a limitação da ocupação dos ônibus é de 50% de passageiros sentados, em todos os níveis de risco. A taxa de ocupação fica limitada a 25% em parques temáticos e zoológicos, cinemas e teatros, circos e museus e igrejas e templos religiosos.

As aulas da rede pública estadual e o funcionamento do ensino presencial estão mantidos em todo o estado.

Vacinação

Novas doses das vacinas contra a covid-19 enviadas pelo Ministério da Saúde já estão a caminho das Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVES) das regionais de saúde de Santa Catarina.

Os imunizantes começaram a sair da Grande Florianópolis por volta das 7h30 desta quinta-feira (25) com destino a Chapecó, São Miguel do Oeste, Xanxerê, Concórdia, Lages, Rio do Sul, Joaçaba e Videira. Em seguida, foram enviados lotes para Joinville, Jaraguá do Sul e Mafra.

A previsão era que ainda na tarde desta quinta-feira, parte das doses fosse encaminhada para a Grande Florianópolis, Tubarão, Araranguá e Criciúma, Blumenau e Itajaí.

Últimas