Cidades 'Tinha muito sangue', diz turista sobre morte no Beach Park

'Tinha muito sangue', diz turista sobre morte no Beach Park

Morte aconteceu na segunda-feira (16). Radialista Ricardo Hilário teria sido arremessado da boia quando descia no brinquedo Vainkará. Parque nega

'A piscina ficou com muito sangue', diz professor sobre acidente no Beach Park

Parque ficou fechado nesta terça-feira (17) em respeito a família do radialista

Parque ficou fechado nesta terça-feira (17) em respeito a família do radialista

Divulgação/Beach Park

"Ele estava sangrando muito. Tinha muito sangue, muito sangue mesmo", relatou ao R7 o advogado Rubens Ferreira Júnior, 35 anos, sobre os instantes após o acidente do radialista Ricardo José Hilário da Silva, 43, em um toboágua no parque aquático Beach Park, em Aquiraz, na região metropolitana de Fortaleza.

Hilário descia com um grupo de três amigos no brinquedo quando teria sido arremessado da boia e acabou batendo a cabeça. O parque, em nota enviada ao R7, nega que ele tenha sido arremessado. Ricardo teve traumatismo craniano e morreu no local. 

Ricardo era locutor em uma rádio em SP e passava férias no parque

Ricardo era locutor em uma rádio em SP e passava férias no parque

Reprodução/Facebook

O advogado relatou ainda que logo após o acidente com o radialista, uma equipe de salva-vidas já correu para socorre-lo. "Rapidamente ele foi colocado em uma ambulância e na sequência equipes começaram a limpar o local", disse o advogado.

Rubens afirmou ainda que procuraram informações com funcionários do parque aquático e foram avisados que "o cara estava bem". "O brinquedo ainda ficou funcionando por mais uns dez minutos, mas tinha muito sangue", afirmou ele. O restante do parque continuou operando normalmente.

O brinquedo em que Ricardo Hilário se acidentou, o toboágua Vainkará é a 19ª atração do Beach Park e custou R$ 15 milhões. Ele tem 25 metros de altura e duas curvas que deixam as boias utilizadas para descida praticamente em posição vertical.

Outro lado

Em nota enviada ao R7, o parque nega que Ricardo tenha sido arremessado e diz que "a boia virou no final do percurso dentro da atração, já próximo da piscina".

O parque destacou também que "a perícia está sendo realizada pelas autoridades com apoio do Beach Park e a identificação das causas do acidente só será confirmada após a finalização deste trabalho".

O Beach Park também  informou que "a equipe de segurança aquática realizou o atendimento de forma imediata, mas infelizmente o visitante foi a óbito" e que "após o acidente, o parque encerrou as atividades da atração, que só voltará a abrir após a apuração pericial que será realizada pelos órgãos competentes na investigação das causas do acidente".

Michele Minerbo/Arte/R7

* colaborou Giovanna Borielo, estagiária do R7