Click Gratis 5 itens de beleza bizarros que eram utilizados pelas mulheres romanas antigas

5 itens de beleza bizarros que eram utilizados pelas mulheres romanas antigas

Hábitos e rotinas de beleza fazem parte do dia a dia das pessoas, especialmente das mulheres, já milhares de anos. Nos dias de hoje existem diversos produtos que podem ser utilizados para manter a pele sempre bonita, mas antigamente as pessoas tinham que se virar  com aquilo que já estava disponível.

O Império Romano se tornou conhecido especialmente por moldar boa parte dos costumes e da organização da sociedade nos dias de hoje. Mas algumas coisas que as mulheres faziam para ficar mais belas realmente são considerados, nos dias de hoje, como coisas bem estranhas.

5 itens de beleza bizarros que eram utilizados pelas mulheres romanas antigas

5 itens de beleza bizarros que eram utilizados pelas mulheres romanas antigas

Click Grátis - Notícias

Confira alguns itens bizarros que faziam parte das rotinas das mulheres romanas:

Pó de giz e cocô de crocodilo  

Ambos os itens eram utilizados pelas mulheres na tentativa de deixar a pele com uma coloração que era considerada muito bonita na época: a pálida. As pessoas mais brancas geralmente eram aquelas que ficavam mais tempo dentro de casa, e por isso era considerada mais rica. 

Leite de jumenta

Veja também:

6 curiosidades diferentes sobre o Antigo Egito 7 utilidades inusitadas para as fezes e urinas no Império Romano

Este item natural também era considerado como um verdadeiro fazedor de milagres para a beleza das mulheres de uma forma geral. Eram indicados banhos de leite de jumenta fresquinho para deixar a pele longe de rugas. A pessoa que acabou tornando essa moda mais famosa foi Cleópatra. 

Banha de cisne

Um outro item que era considerado bastante comum nas rotinas de beleza das mulheres da Roma Antiga para deixar a pele livre de rugas. O procedimento exigia um estomago forte, uma vez que as mulheres tinham que esfregar um pouco da banha diretamente nas rugas. Para amenizar um pouco o cheiro forte, algumas misturavam com feijão cozido. 

Cinzas de caramujos

Na Roma Antiga, as mulheres que tinham sardas no rosto eram consideradas feias, sendo que algumas pessoas até mesmo achavam se trata de algum problema de pele ou de doença infecciosa. Por isso, muitas acreditavam que passar as cinzas de caramujos podiam ajudar a amenizar as marcas dos rostos. 

Fuligem

A fuligem que era produzida pelo fogo da lareira geralmente era utilizada pelas mulheres romanas como um delineador.

Últimas