Economia Alimentos impulsionam inflação de junho, diz IBGE

Alimentos impulsionam inflação de junho, diz IBGE

Esta é a maior alta do indicador para o mês desde 1995, quando a inflação registrada foi de 2,26%

Inflação oficial

Inflação oficial foi divulgada pelo IBGE

Inflação oficial foi divulgada pelo IBGE

Tânia Rêgo/Agência Brasil

Os alimentos e as bebidas foram os maiores responsáveis pela aceleração da inflação no mês de junho deste ano, segundo o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) divulgado na manhã desta sexta-feira (6) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

Os itens que tiveram maior alta foram o leite longa vida, que passou de 2,65% em maio para 15,63% em junho, e o frango inteiro, que foi de -0,99% em maio para 8,02% em junho. 

Os grupos de habitação (2,48%) e transportes (1,58%) também contribuíram para esse aumento da inflação. 

A inflação oficial fechou o mês em 1,26%, maior alta para o mês de junho deste 1995, quando o indicador chegou a 2,26%. 

Também houve aceleração se comparado com o resultado de maio, que registrou 0,4%. 

A inflação registrada de janeiro deste ano até junho é de 2,60%. Houve alta em comparação com o mesmo período do ano passado, que marcou 1,18%. 

A prévia (IPCA-15), também divulgada pelo IBGE, já sinalizava um aumento da inflação. Na época, o instituto apontou que a acelaração poderia ser um reflexo da greve dos caminhoneiros, que afetou a distribuição e os preços dos produtos no país.