Economia Americanas a clientes: recuperação é para proteger caixa e manter operação

Americanas a clientes: recuperação é para proteger caixa e manter operação

Empresa diz que segue aberta para compras e que recuperação servirá para negociar com credores. Grupo diz ainda que não vai falir 

Agência Estado
Unidade das Lojas Americanas na Avenida Paulista

Unidade das Lojas Americanas na Avenida Paulista

Edu Garcia/R7 - 20.01.2023

Após dias conturbados até chegar à efetiva recuperação judicial, a Americanas postou neste sábado (21) em seu site um comunicado oficial aos seus clientes para dizer que segue normalmente em operação e não há riscos para as compras em todos os seus canais de atendimento.

A empresa frisa que nada mudou: "Seguimos abertos e prontos para suas compras e entregas, nas lojas, no site e no app. Somando os esforços do nosso time e das melhores soluções tecnológicas, vamos continuar dando acesso ao maior número de brasileiros e brasileiras às melhores ofertas, produtos e serviços. Então, se tem uma coisa que nada muda é que, por aqui, seguimos pensando e trabalhando por você."

Mas a empresa explica em comunicado que os últimos dias não foram fáceis e que foi preciso entrar com pedido de recuperação judicial, uma vez que, desde que foram descobertas inconsistências contábeis nos balanços, não foi possível encontrar uma solução rápida e funcional com os credores.

"Esgotadas as negociações com os credores, nos vimos obrigados a nos proteger com este pedido na Justiça", indica o comunicado. "Sabemos que surgirão dúvidas sobre o nosso futuro. Por isso, é importante lembrar que a recuperação é apenas um recurso judicial utilizado para proteger nosso caixa para que possamos continuar em operação em nossas lojas, sites e app enquanto, em paralelo, seguimos em novas negociações com tais credores."

No espaço de perguntas e respostas, há um questionamento pronto como: "a empresa vai falir?". No qual responde: "Não. A recuperação judicial é uma forma de empresas viáveis economicamente seguirem com suas operações, com seu caixa preservado e negociando soluções com seus credores."

A empresa atenta que nada mudou e que lojas, sites e apps vão continuar funcionando normalmente. Os clientes podem comprar produtos e serviços disponíveis em diversas unidades da Americanas, que garante a entrega dos pedidos referentes a compras.

A condição de funcionamento normal também se estende às marcas Submarino e Shoptime, da Americanas S.A., mas dentro das novas regras do regime de recuperação judicial.

Com relação ao programa AME, de chashback, a empresa afirma que o dinheiro que foi obtido por meio do programa e está nas contas digitais seguirá disponível normalmente, "podendo ser utilizado de diferentes formas, de acordo com a política vigente".

Golpe de aluna de medicina e recuperação judicial da Americanas marcam semana

Últimas