Economia Amigo secreto deve movimentar R$ 5,6 bilhões em 2020, diz pesquisa

Amigo secreto deve movimentar R$ 5,6 bilhões em 2020, diz pesquisa

Levantamento da CNDL e Offer Wise aponta que consumidor pretende gastar, em média, R$ 64 com presente para brincadeira

  • Economia | Do R7

52,2 milhões devem participar de amigo secreto

52,2 milhões devem participar de amigo secreto

Pixabay

O amigo secreto, tradicional brincadeira das festas de final de ano, deve movimentar R$ 5,6 bilhões em 2020, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (7) pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e Offer Wise. 

Em média, os consumidores ouvidos pretendem gastar R$ 64 com cada presente, sendo que 46% planejam desembolsar até R$ 50.

O presidente da CNDL, José César da Costa, afirma que o amigo secreto é uma maneira eficaz para economizar com a compra de presentes. "O amigo secreto é uma maneira das pessoas presentearem sem gastar muito, não só nas confraternizações do trabalho, mas também entre os familiares", afirma. 

O levantamento aponta que 52,2 milhões de pessoas devem participar de pelo menos um amigo secreto, seja do trabalho ou da família. A maioria deles vai participar porque gosta da brincadeira e também por considerarem uma boa maneira de economizar nos presentes de Natal. 

Também há quem vai participar, mas diz não gostar de amigo secreto. A pesquisa diz que 17% disseram que participam para não serem vistos como antissociais.

Metade (50%) dos entrevistados pretendem participar de apenas um evento e outros 39% de dois.

A maioria das pessoas vai participar com a família, em seguida aparece o grupo que fará com os amigos e, por fim, colegas de trabalho. 

Dentre os 49% que não pretendem participar de nenhum amigo secreto, 41% alegam que a decisão foi tomada para evitar aglomerações, 33% não gostam da brincadeira e 22% porque parentes, amigos e colegas de trabalho não têm o costume de fazer esta brincadeira.

Metodologia da pesquisa

A pesquisa ouviu homens e mulheres das 27 capitais brasileiras com idade maior ou igual a 18 anos. Os integrantes são de todas as classes econômicas e pretendem comprar presentes para o Natal. 

Os dados foram coletados pela internet entre os dias 14 e 20 de outubro. Primeiro foram ouvidas 968 pessoas.  Em seguida, continuaram a responder o questionário 606 casos, que tinham a intenção de comprar presente no Natal. A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais e 4 pontos percentuais para um intervalo de confiança a 95%.

Últimas