Economia Apenas um terço dos brasileiros vai presentear no Dia dos Pais

Apenas um terço dos brasileiros vai presentear no Dia dos Pais

Roupas, perfumes, relógios e canecas são os itens mais citados entre os que vão comprar presentes, aponta ACSP

  • Economia | Do R7

Preferência é pela compra de itens para uso pessoal

Preferência é pela compra de itens para uso pessoal

Depositphotos

Somente 32,2% dos consumidores vão presentear os pais no próximo domingo (8), data em que será celebrado o Dia dos Pais. A afirmação foi apresentada em uma pesquisa encomendada pela ACSP (Associação Comercial de São Paulo), junto à startup Behup.

Dos 1.670 entrevistados em todo o Brasil, 19,4% afirmam que ainda não se decidiram a respeito da compra. Os presentes mais citados são os de uso pessoal e de menor valor.

Neste ano, a pesquisa mostra que houve uma queda na intenção de compra de roupas e calçados. Nos anos anteriores mais de 60% dos entrevistados responderam que presenteariam seus pais com alguma peça de vestuário. Agora, os dados não passaram de 42%.

Entre os presentes, aparecem perfumes (35,3%), relógios (18%) e canecas (14%), além de livro (11,6%) e chocolate (14%). Pedidos de delivery de refeição, cesta de café da manhã e almoço em restaurante também foram citados pelos entrevistados.

"Naturalmente, o Dia dos Pais não tem a mesma movimentação que em outras datas do comércio. Mesmo assim, as perspectivas de vendas são favoráveis porque estão sendo impulsionadas pela recuperação da confiança do consumidor e pela flexibilização dos horários de atendimento", avalia o economista-chefe da ACSP, Marcel Solimeo.

Últimas