Economia Após Pix, BC planeja lançar o real digital em 2024; conheça o Drex

Após Pix, BC planeja lançar o real digital em 2024; conheça o Drex

A data de lançamento ainda não foi definida, mas a nova ferramenta deve começar a operar até o fim do ano que vem

  • Economia | Johnny Negreiros, do R7*

Resumindo a Notícia
  • O Banco Central desenvolve o Drex, real digital, com implementação prevista no fim de 2024.

  • Testes da moeda virtual oficial vão até maio de 2024, conforme cronograma do Banco Central.

  • Cada real valerá 1 Drex, mantendo a paridade e diferenciando-se das criptomoedas.

  • O Drex não cria uma nova moeda, contrastando com criptomoedas.

Drex não será igual a uma criptomoeda

Drex não será igual a uma criptomoeda

Divulgação/Banco Central

Depois do Pix, o Drex deve ser a próxima grande criação do BC (Banco Central). A data de lançamento ainda não foi definida, mas o real digital está tem implementação prevista para o fim de 2024.

A moeda virtual oficial já está sendo desenvolvida. Os testes irão até maio do próximo ano, segundo o cronograma da autarquia.

O Drex será a “representação digital” do real. “É uma representação digital do real, [da moeda] da vida física. Então, essa representação digital, por definição, já tem paridade com o real”, afirma Marcelo Bentivoglio, diretor-executivo financeiro da empresa de tecnologia bancária Qi Tech.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

O Banco Central informou que cada real valerá 1 Drex. Isso é a paridade a que Bentivoglio se refere. Portanto, ele não será algo como “a criptomoeda”, como o bitcoin, do Brasil.

Essa é a grande diferença entre o futuro Drex e as criptomoedas. O principal intuito e diferencial do bitcoin, usando-se o mesmo exemplo, é justamente ter uma emissão descentralizada. Ou seja, não há nenhuma instituição que controlará esse meio de pagamento.

“O que o Banco Central fez aqui com o Drex não foi o lançamento de uma nova moeda. Esse é o ponto central da discussão. O que difere esse sistema do Banco Central de uma cripto é que uma cripto nada mais é do que uma nova moeda”, explica Marcelo Bentivoglio.

Origem do nome

Para a autarquia, assim como o Pix, “o nome Drex vem da combinação de letras em uma palavra com som forte e moderno”.

“As letras ‘d’ e ‘r’ fazem referência ao Real Digital, o ‘e’ vem de eletrônico, e o ‘x’ traz a ideia de conexão, associada à tecnologia utilizada”, explica o BC.

Novo adiamento é possível

Além de não ter data definida, o lançamento do Drex pode atrasar. Isso porque o fim dos testes já foi adiado de fevereiro para maio de 2024.

Questionado pelo R7 em que estágio estão os testes e se a data de implementação estava mantida, o Banco Central despistou e se limitou a enviar informações já divulgadas, sem confirmação.

*Sob a supervisão de Ana Vinhas

Nova moeda digital: saiba o que é o Drex

Últimas