Inflação

Economia Após queda de preço, botijão de gás de cozinha volta a subir até 8%

Após queda de preço, botijão de gás de cozinha volta a subir até 8%

GLP teve aumento de 1,3% em março e leve queda nos primeiros dois meses de 2022. No último ano, acumulou alta de 32,45%

  • Economia | Camila Nascimento*, do R7

Região Norte tem botijão com maior preço médio, R$ 123,55

Região Norte tem botijão com maior preço médio, R$ 123,55

Caetano Barreira/Reuters - 2.5.2006

O botijão de gás subiu 8,09% em abril, segundo a prévia da inflação feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No acumulado dos 12 últimos meses, a alta foi de 32,45%. 

Em março, o aumento do botijão de gás foi bem menor (1,29%). Já nos dois primeiros meses do ano, leves quedas, incapazes de diluir a elevação dos últimos 60 dias, foram registradas. Em janeiro, a redução foi de 0,49% e, em fevereiro, de 0,25%.

Aumento de preço em cada região

Desde o início do ano, todos os estados tiveram aumento no preço do botijão de gás de 13 kg, comparando janeiro com abril, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

A região onde o botijão tem o valor médio mais elevado é o Norte (R$ 123,55). Os preços variam entre R$ 98 e R$ 150. O custo em janeiro, na média, era de R$ 111,67. Já o maior valor pago não ultrapassava R$ 135, e o menor chegava a R$ 90.

Enquanto, neste mês, o Sul e o Centro-Oeste têm o preço máximo mais elevado, R$ 160, e o mínimo de R$ 95. Três meses atrás, os preços variavam cerca de R$ 50, com valor máximo de R$ 135 e R$ 140, respectivamente. 

Já a média de preço em janeiro nos estados do Sul era de R$ 105,06 e passou para R$ 115,96 em abril. No Centro-Oestre, o valor médio foi de R$ 109,93 para R$ 121,06.

No Nordeste, costumava-se pagar pelo botijão de gás em média R$ 99,56, mas agora esse custo é de R$ 111,58. No começo do ano, os preços iam de R$ 79,99 a R$ 126. Em abril, o mínimo passou a ser R$ 78, e o máximo, R$ 139.

Na região Sudeste, a variação de preços vai de R$ 80 a R$ 149, com média de R$ 110,76. Em janeiro, botijão de gás custava cerca R$ 100,41. O valor máximo desembolsado era de R$ 78, e o máximo, de R$ 130.

* Estagiária do R7, sob supervisão de Ana Vinhas

Últimas