Economia Arrecadação de impostos alcança R$ 195 bilhões em abril, melhor resultado para o mês desde 2000

Arrecadação de impostos alcança R$ 195 bilhões em abril, melhor resultado para o mês desde 2000

Resultado corresponde a uma alta real de 10,9%, na comparação com o mesmo mês de 2021, mostra Receita

  • Economia | Do R7

Arrecadação federal soma R$ 743,217 bilhões em 2022

Arrecadação federal soma R$ 743,217 bilhões em 2022

Marcello Casal JrAgência Brasil - 16.09.2021

A arrecadação de impostos e contribuições federais no Brasil somou R$ 195,085 bilhões em abril, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (26) pela Receita Federal. O resultado é o melhor para o mês desde 2000.

O montante corresponde a um acréscimo real (acima da inflação), de 10,94%, na comparação com abril de 2021. No período acumulado de janeiro a abril de 2022, a arrecadação alcançou o valor de R$ 743,217 bilhões, também a maior dos últimos 22 anos para os quatro meses.

De acordo com o Fisco, a alta pode ser explicada, principalmente, pelo crescimento dos recolhimentos, sobretudo de IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido), que totalizaram uma arrecadação de R$ 48,104 bilhões em abril.

A arrecadação das receitas federais (administradas pelo Fisco) e de outras receitas recolhidas por Darf ou GPS, porém administradas por outros órgãos, atingiu o valor de R$ 195,085 bilhões no mês de abril de 2022 e de R$ 743,217 bilhões no período de janeiro a abril de 2022.

No mês, a Receita Previdenciária teve arrecadação de R$ 42,613 bilhões, com alta real de 7,69%. O resultado pode ser explicado pelo aumento da massa salarial por meio da criação de postos de trabalho e pelo bom desempenho da arrecadação do Simples Nacional em relação a abril de 2021. Além disso, houve crescimento das compensações tributárias com débitos de receita previdenciária. 

Já o IRRF (Imposto Sobre a Renda Retido na Fonte) teve arrecadação de R$ 5,963 bilhões, com ganho real de 61,93%. Esse resultado pode ser explicado pelos acréscimos nominais de 390% na arrecadação do item Fundos de Renda Fixa e de 133% na arrecadação do item Aplicação de
Renda Fixa (PF e PJ).

Últimas