Economia Arrecadação sobe 4,92% e tem melhor outubro em cinco anos

Arrecadação sobe 4,92% e tem melhor outubro em cinco anos

Retomada da economia elevou ganhos com impostos, segundo relatório da Receita Federal divulgado hoje

  • Economia | Do R7

Arrecadação aumenta por causa da retomada da  economia

Arrecadação aumenta por causa da retomada da economia

Raphael Ribeiro/BCB

A arrecadação de impostos, contribuições e demais receitas federais atingiu R$ 178,742 bilhões em outubro, segundo divugação da Receita Federal nesta quarta-feira (24).

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando a arrecadação foi de R$ 170,367 bilhões (valor já corrigido pela inflação), houve aumento real de 4,92%.

Segundo a Receita, entre as razões para o bom resultado estão o aumento do IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras ), elevado para custear o Auxílio Brasil à população carente.

O IOF arrecadou R$ 4,85 bilhões em outubro, com alta real de 350% sobre o mesmo mês de 2020.

Apesar de positivo, o percentual de aumento é o menor desde fevereiro.

Também foram importantes para o resultado o Imposto de Renda das pessoas jurídicas e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido, que totalizaram R$ 44.782 milhões, um acréscimo real de 26,89% em relação ao mesmo período do ano passado.

No acumulado do ano até outubro, a arrecadação federal somou R$ 1,527 trilhão, também o maior volume para o período da série iniciada em 1995. O montante ainda representa um avanço real de 20,06% na comparação com os primeiros dez meses do ano passado.

Últimas