Economia Avianca terá que manter 60% das operações durante greve

Avianca terá que manter 60% das operações durante greve

Paralisação dos tripulantes estava prevista para começar às 6h desta sexta-feira (17)

Greve na Avianca

Companhia conseguiu liminar pelo TST

Companhia conseguiu liminar pelo TST

RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Avianca conseguiu nesta quinta-feira (16) liminar do TST (Tribunal Superior do Trabalho) exigindo a manutenção de 60% do serviço da empresa durante o período de greve dos tripulantes, prevista para esta sexta-feira (17) a partir das 6h.

Caso a decisão não seja cumprida, o SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas) está sujeito a uma multa diária de R$ 100 mil, acrescenta o parecer do TST. O movimento deve atingir somente os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

Em nota divulgada em seu site, o SNA afirma que irá recorrer da decisão, que o movimento de greve está mantido e a paralisação unicamente dos empregados da Avianca não tem capacidade para prejudicar a sociedade, considerando que empresa possui apenas seis aeronaves em operação hoje em todo o País, representando pouco mais de 1% do total.

Procurada, a assessoria de comunicação da Avianca disse que a empresa não vai comentar o assunto.