Economia Bicicletas, patinetes e scooters ganham linha para financiamento

Bicicletas, patinetes e scooters ganham linha para financiamento

O prazo de pagamento é de até 60 meses para produtos de até R$ 20 mil, com taxa de juros a partir de 1,83% ao mês

O financiamento pode ser de até 100% do valor da nota fiscal do produto

O financiamento pode ser de até 100% do valor da nota fiscal do produto

Rovena Rosa/Agência Brasil


O Banco do Brasil lançou nesta terça-feira (16) o BB Crédito Mobilidade, linha de financiamento voltada para aquisição de itens de mobilidade, como bicicletas, patinetes, scooters elétricas ou mecânicas e motos abaixo de 125 cilindradas. 

O financiamento pode ser de até 100% do valor da nota fiscal do produto, limitado ao teto da linha, que é de R$ 20 mil.

O prazo de pagamento é de até 60 meses, com possibilidade de até 59 dias para pagamento da primeira parcela. A taxa de juros é a partir de 1,83% ao mês e as prestações são debitadas em conta, na data escolhida pelo cliente.

A contratação já está disponível, para clientes pessoa física, que podem contratar pelo aplicativo BB. Basta clicar no menu Empréstimos >Contratar Financiamentos>BB Crédito Mobilidade.  A compra dos bens ocorre por meio de fornecedores que tenham convênio firmado com o Banco do Brasil.

"Avaliamos que a nova solução de crédito é mais uma possibilidade oferecida pelo BB, em um portfólio cada vez mais sustentável. Há pouco tempo, divulgamos redução de taxas de juros para financiar carros híbridos e elétricos e o desembolso só no primeiro mês representou um incremento de cerca de 45% comparado ao mês anterior”, afirma Daniela Avelar, diretora de empréstimos e financiamentos do Banco do Brasil. 

“O lançamento da linha BB Crédito Mobilidade é mais uma ação concreta, que reforça o compromisso do Banco do Brasil em promover uma economia de baixo carbono e inclusiva. Trilhamos um caminho claro de apoiar nossos clientes, fornecedores e parceiros com produtos e soluções para o desenvolvimento de uma sociedade mais sustentável. É isso que se espera de um dos Bancos mais sustentáveis do mundo”, destaca Barreto Jr, vice-presidente de governo e sustentabilidade empresarial do BB. 

Últimas