Brasil abre 131 mil vagas de trabalho com carteira em julho

Dados do Caged foram divulgados nesta sexta (21) pelo Ministério da Economia e indicam primeiro saldo positivo após 4 meses de demissões

País tem primeiro saldo mensal positivo de empregos desde fevereiro

País tem primeiro saldo mensal positivo de empregos desde fevereiro

LIDIANNE ANDRADE/MYPHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A economia brasileira abriu 131 mil vagas de emprego formal em julho, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta sexta-feira (21) pelo Ministério da Economia.

Trata-se de inversão na tendência no ano em que o país enfrenta uma crise econômica decorrente de pandemia de covid-19. O saldo de vagas abertas em relação às vagas fechadas não era positivo desde fevereiro. 

Os dados de julho reduzem um pouco as perdas, mas ainda deixam o saldo de fechamento de vagas superior a 1 milhão no ano. As 131 mil novas vagas de julho representam o saldo entre as vagas criadas no mês - 1.043.650 - e as fechadas - 912.640.

Os setores com melhor desempenho na criação de vagas foram: indústria, com saldo positivo de 53.590 admissões, e construção, com 41.986 novas vagas. Comércio e agropecuária também tiveram dados positivos, enquanto o setor de serviços perdeu quase 16 mil postos.

O resultado de julho foi o melhor para o mês desde 2012, quando houve um saldo positivo de 142.496 contratações com carteira assinada.

Suspensão de contrato supera corte de salários após ampliação de prazo