Economia Comissão aprova salário mínimo de R$ 1.147 para 2022

Comissão aprova salário mínimo de R$ 1.147 para 2022

Relatório preliminar da Lei de Diretrizes Orçamentárias propõe reajuste sem ganho real aos trabalhadores

  • Economia | Do R7, com Agência Estado

Mínimo proposto é R$ 47 superior ao atual

Mínimo proposto é R$ 47 superior ao atual

Marcello Casal JrAgência Brasil - 13.10.2020

A CMO (Comissão Mista de Orçamento) aprovou nesta segunda-feira (12) o relatório preliminar da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022. A proposta estabelece o salário mínimo em R$ 1.147 para 2022, R$ 1.188 para 2023 e R$ 1.229 para 2024.

A proposta, a mesma apresentada pelo governo, prevê um reajuste do mínimo sem aumento acima da inflação. O reajuste segue a projeção de 4,3% (+R$ 47) para o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) para este ano. O valor ainda pode ser alterado até o dia 1º de janeiro de 2022, quando a nova remuneração mínima entra em vigor.

A proposta também aposta em um crescimento de 2,5% do PIB (Produto Interno Bruto), inflação de 3,5% e dólar cotado a R$ 5,10 para o ano que vem. As perspectivas são todas mais otimistas do que as apresentadas pelo mercado financeiro.

A sessão da CMO que aprovou o texto retomou as discussões que haviam sido iniciadas na quinta-feira (8), uma vez que os parlamentares pediram mais tempo para analisar o texto. Relatado pelo deputado Juscelino Filho (DEM-MA), o parecer preliminar não acatou nenhuma das 19 emendas apresentadas pelos parlamentares.

Após a apreciação do relatório, a presidente da CMO, Rose de Freitas (MDB-ES), manteve o prazo para apresentação de emendas por parte dos deputados e senadores ao relatório final da LDO. Ele ficará aberto até quarta-feira (14), às 12h.

Ainda não há data para a votação do relatório final da LDO pela comissão, nem pelo Plenário, o que aumenta as chances de o Congresso não entrar em recesso formal. Se a LDO não for aprovada em Plenário até o dia 17 de julho, o recesso formal terá que ser suspenso. Nessa situação, haveria o chamado "recesso branco", que permite o funcionamento de todas as estruturas do Legislativo, inclusive a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid.

Últimas