Economia Confiança da construção cai ao menor patamar em sete meses

Confiança da construção cai ao menor patamar em sete meses

Nova queda do indicador aponta para a "deterioração do processo de recuperação" do setor, segundo a FGV

  • Economia | Do R7

Confiança da construção caiu 3,2 pontos em março

Confiança da construção caiu 3,2 pontos em março

Pilar Olivares/Reuters - 27/11/2020.

A confiança da construção caiu 3,2 pontos em março e atingiu o menor nível desde agosto de 2020 (87,8 pontos), de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (25), pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

De acordo com a coordenadora de projetos da construção da FGV, Ana Maria Castelo, o terceiro mês consecutivo de queda do setor reflete piora disseminada entre os diversos segmentos do setor.

"No primeiro trimestre do ano, os empresários percebem uma situação mais desfavorável que a do último trimestre de 2020, indicando uma deterioração do processo de recuperação”, avalia Ana Castelo.

No mês, a queda da confiança foi resultado da piora da percepção dos empresários na avaliação sobre o momento presente e da redução das expectativas em relação aos próximos meses. O ISA-CST (Índice de Situação Atual) recuou 2,2 pontos, ao passar de 90 pontos para 87,8 pontos. Já o IE-CST (Índice de Expectativas) caiu pelo quinto mês seguido, para 90 pontos.

Custo da construção

O custo da construção, por sua vez, subiu 2% em março, percentual superior ao apurado no mês anterior, quando o índice registrou alta de 1,07%. Com o resultado, o índice acumula alta de 4,04% no ano e de 11,95% em 12 meses.

Em março de 2020, o índice variou 0,38% no mês e acumulava alta de 4,34% em 12 meses. A taxa do índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços passou de 2,14% em fevereiro para 3,76% em março. Já o indicador referente à Mão de Obra passou de 0,03% em fevereiro para 0,28% em março.

Últimas