Inflação

Economia Conheça os 50 principais vilões da inflação de 2022; cebola lidera o ranking

Conheça os 50 principais vilões da inflação de 2022; cebola lidera o ranking

Lista com as maiores altas é encabeçada por produtos alimentícios e itens de vestuário, segundo o IBGE

  • Economia | Do R7

Tubérculos, raízes e legumes estão 40% mais caros

Tubérculos, raízes e legumes estão 40% mais caros

LUCAS LACAZ RUIZ/ESTADÃO CONTEÚDO - 16.12.2020

A inflação oficial de preços para os consumidores brasileiros fechou 2022 com alta de 5,79%, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (10) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O salto determinante para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) furar o teto da meta pelo segundo ano seguido foi influenciado, principalmente, pela variação dos preços dos alimentos e das roupas.

Confira abaixo os 50 maiores vilões da inflação em 2022:

Cebola - 130,14%
Inhame - 62,96%
Maçã - 52,03%
Batata-inglesa - 51,92%
Alimento infantil - 42,14%
Tangerina - 36,28%
Leite condensado - 35,75%
Milho (em grão) - 35,24%
Melão - 34,84%
Maionese - 33,14%
Seguro voluntário de veículo - 32,02%
Farinha de trigo - 31%
Peixe-filhote - 30,78%
Pão de forma - 29,72%
Banana-d'água - 29,1%
Sabão em pó - 28,61%
Banana-maçã - 28,28%
Milho verde em conserva - 27,92%
Feijão-carioca (rajado) - 27,77%
Sabonete - 27,62%
Macarrão instantâneo - 27,13%
Limão - 27,03%
Mamão - 26,71%
Leite longa vida - 26,18%
Vestido - 25,99%
Maracujá - 25,95%
Agasalho infantil - 25,54%
Agasalho feminino - 24,93%
Laranja-baía - 24,63%
Doce de frutas em pasta - 24,53%
Calça comprida feminina - 24,28%
Farinha de arroz - 24,17%
Biscoito - 24,04%
Banana-prata - 23,61%
Passagem aérea - 23,53%
Goiaba - 23,32%
Óleo diesel - 22,87%
Móvel para copa e cozinha - 22,74%
Melancia - 22,69%
Perfume - 22,61%
Emplacamento e licença - 22,59%
Caldo concentrado - 22,51%
Chocolate e achocolatado em pó - 22,4%
Manteiga - 22,34%
Camisa/camiseta masculina - 22,15%
Leite em pó - 21,46%
Roupa feminina - 21,35%
Iogurte e bebidas lácteas - 20,79%
Roupa masculina - 20,77%
Saia - 20,73%

Últimas