Economia Consumidor quer gastar até R$ 99 no Dia das Mães, diz Sebrae

Consumidor quer gastar até R$ 99 no Dia das Mães, diz Sebrae

Pesquisa da entidade traçou o perfil dos clientes de pequenos empreendedores. Mulheres de 40 a 59 anos são a maioria

Peças de vestuário estão entre os presentes preferidos que os filhos querem dar às mães

Peças de vestuário estão entre os presentes preferidos que os filhos querem dar às mães

Marcos Santos/USP Imagens

Pesquisa realizada pelo Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) revela que mulheres de 40 a 59 anos, com filhos e dispostas a gastar até R$ 99 compõem o perfil principal do consumidor que pretende comprar presentes de pequenas empresas para o Dia das Mães. Os itens preferidos são peças de vestuário, cosméticos e flores. Segundo o Sebrae, os dados podem ajudar o empreendedor a direcionar suas ações para melhorar o faturamento na melhor data para o comércio depois do Natal.

Leia mais: Pequenos empreendedores adotam novas medidas na fase vermelha

De acordo com o levantamento, as mulheres são 55,6% dos que disseram escolher um pequeno negócio para comprar para o Dia das Mães. A maior parte (41,5%) dos que pretendem comprar em pequenos negócios tem entre 40 e 59 anos, 64,7% têm filhos e 36,7% vão desembolsar no máximo R$ 99. Além disso, o cliente de pequenas empresas tem especial interesse em promoções e descontos: 27,6% ante 21,6% do cliente de grandes negócios.

Roupas, calçados, cosméticos e perfumes são as opções de compra de 37% dos consumidores de pequenos negócios. Já as flores vão ser a escolha de 25% dos que presentearão na data.
De acordo com o levantamento, quem compra de pequenos negócios mostrou interesse um pouco maior na compra presencial (44%) do que o consumidor de grandes estabelecimentos (39%). Nos dois grupos, parte expressiva das compras tende a ser feita pela internet.

“Saber quem é seu potencial cliente e o que pretende adquirir pode ajudar muito o dono ou dona de uma pequena loja a planejar suas ações para o Dia das Mães”, afirma o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit. “Esse tipo de informação é útil para rever estoque, estratégia de vendas e de marketing”, completa.

Leia também: Como ajudar os pequenos negócios do bairro na pandemia?

A maioria dos compradores de pequenos negócios vivem no interior do estado (56,9%) e é das classes C, D e E.

Delivery

Outro dado trazido pela pesquisa diz respeito à forma de comemoração. Entre os entrevistados, 45% dos consumidores de pequenas empresas afirmaram que passarão o Dia das Mães em casa com familiares; já entre os que compram de empresas grandes, essa parcela cai para 39,9%. Outro aspecto é que 29% de ambos os perfis não pretendem sair de casa nesse dia, usando o serviço de delivery. 

Dicas para empreendedores

Este será o segundo Dia das Mães comemorado na pandemia. No ano passado, as empresas estavam se adaptando às novas circunstâncias e chegam à data deste ano com algum aprendizado, como a necessidade de digitalização do negócio e de um delivery bem estruturado. A consultora do Sebrae-SP Ariadne Mecate orienta o varejista a melhorar a experiência de compra do cliente e, assim, atrair mais público. Confira:

• Montar embalagens diferentes, perfumar o cartão e colocar uma mensagem escrita de próprio punho pelo filho para a mãe;

• Ter preços e produtos diferenciados, permitindo que pessoas de menor renda – uma boa parcela da população – consigam garantir a lembrancinha da data;

• Fazer uma boa divulgação nas redes sociais, com interação no Instagram e grupos de WhatsApp e Facebook. Fotos e vídeos bem feitos chamam a atenção;

• Divulgar depoimentos de clientes nesses canais contribui para a imagem da empresa e para validar a qualidade do que é vendido ou do serviço prestado.

Últimas