Economia Custo para construir no Brasil perde força ao subir 0,58% em agosto

Custo para construir no Brasil perde força ao subir 0,58% em agosto

Variação eleva para R$ 1.661,85 o custo nacional da construção por metro quadrado, afirma IBGE

  • Economia | Do R7

O preço de materiais e mão de obra diminuiu no mês de agosto

O preço de materiais e mão de obra diminuiu no mês de agosto

Edu Garcia/R7 - 08.03.2022

O Sinapi (Índice Nacional da Construção Civil) desacelerou ao avançar apenas 0,58% em agosto, em comparação com a alta de 1,48% apurada em julho, de acordo com informações publicadas nesta sexta-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A variação corresponde à segunda menor taxa do indicador neste ano, acima apenas da de fevereiro. Com isso, o acumulado nos últimos 12 meses ficou em 13,6%, resultado pouco abaixo dos 14% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

“Temos observado, nos últimos três meses, desaceleração nas duas parcelas do índice, tanto no lado dos materiais quanto na mão de obra”, afirma Augusto Oliveira, gerente responsável do Sinapi.

A alta eleva para R$ 1.661,85 o custo nacional da construção por metro quadrado. Do total, R$ 994,67 são relativos aos materiais e R$ 667,18 referentes à mão de obra. Em julho, a parcela dos materiais apresentou índice de 0,69%, registrando queda em relação ao mês anterior (1,38%). “A taxa de agosto representa o terceiro menor índice de 2022”, afirma Oliveira.

Já a mão de obra apresentou taxa de 0,42% — queda de 1,2 ponto percentual em relação a julho (1,62%) —, apesar dos acordos coletivos firmados no período. De janeiro a agosto de 2022, os acumulados fecharam em 9,31% (materiais) e 10,38% (mão de obra). Os acumulados em 12 meses ficaram em 14,76% (materiais) e 11,90% (mão de obra).

Últimas