Economia Dinheiro esquecido deverá ser pago em 12 dias, após liberação por Pix

Dinheiro esquecido deverá ser pago em 12 dias, após liberação por Pix

Se for outra opção de resgate, o BC vai fornecer o email e o telefone do banco para a pessoa combinar o pagamento

  • Economia | Do R7

A partir de 2 de maio, uma nova rodada de consultas será aberta

A partir de 2 de maio, uma nova rodada de consultas será aberta

RAFAEL VIEIRA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO-27/12/2021

Com a criação do serviço SVR (Sistema de Valores a Receber), do Banco Central, para devolução de dinheiro esquecido em contas bancárias, as instituições financeiras terão até 12 dias úteis, após a solicitação do cliente, para disponibilizar a quantia nos casos em que o Pix estiver disponível e for selecionado como opção de recebimento. 

Segundo o BC, além da chave Pix, o cidadão precisará informar dados pessoais, caso o banco precise entrar em contato.

Se o Pix não for uma opção para a instituição bancária, a autarquia federal vai oferecer o email e o telefone do banco para que a pessoa entre em contato e combine como o pagamento será feito.

Como saber se tem dinheiro esquecido?

Neste link, no endereço valoresareceber.bcb.gov.br, é possível fazer a consulta, com apenas CPF — ou CNPJ — e data de nascimento — ou data de abertura da empresa.

Como sacar o valor esquecido?


Serão realizados agendamentos para que as pessoas tenham acesso às quantias disponíveis, com escalonamento que se dará de acordo com o ano de nascimento — para pessoas físicas — ou de criação da empresa — para pessoas jurídicas. Para isso, será necessário ter uma conta no Gov.br, no nível prata ou ouro (mais informações aqui), para ter acesso ao ambiente criado. 

• Para datas de nascimento ou criação de empresas antes de 1968, o período de agendamento de consulta e resgate será entre 7 e 11 de março, com repescagem no dia 12.

• Para quem nasceu ou criou a empresa entre 1968 e 1983, o intervalo é de 14 a 18 de março, com repescagem no dia 19.

• Para pessoas nascidas ou empresas criadas após 1983, o agendamento ficará entre 21 e 25 de março, com repescagem no dia 26.

• Usuários que perderem a data do agendamento original e a repescagem poderão consultar ou solicitar o resgate do saldo existente a partir de 28 de março.

Vale lembrar que, para quem que não possui quantia a ser retirada nesta primeira consulta do sistema, a partir de 2 de maio uma nova rodada será aberta e que, nessa data, poderá ser realizada mais uma checagem para saber se há — ou não — valores para ser sacados.

Últimas