Economia Dólar fecha em baixa, a R$ 5,23; Ibovespa volta aos 100 mil pontos

Dólar fecha em baixa, a R$ 5,23; Ibovespa volta aos 100 mil pontos

O principal índice da Bolsa brasileira fechou nesta segunda-feira (27) no melhor patamar desde 15 de junho 

Reuters - Economia
Clima internacional menos conturbado foi fator importante no bom desempenho do real nesta segunda

Clima internacional menos conturbado foi fator importante no bom desempenho do real nesta segunda

Amanda Perobelli/Reuters

O Ibovespa fechou em alta de mais de 2% nesta segunda-feira (27) e retomou o patamar dos 100 mil pontos perdido há mais de uma semana, com Petrobras disparando e Vale avançando na esteira da alta do preço do minério de ferro na China.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 2,24%, para 100.885 pontos, de acordo com dados preliminares, chegando a 101.106 pontos no melhor momento do pregão. O Ibovespa não fechava acima dos 100 mil pontos desde 15 de junho.

O volume financeiro somava R$ 18,7 bilhões.

Dólar

O dólar reverteu ganhos iniciais e fechou em queda contra o real nesta segunda-feira (27), pressionado por um clima internacional ameno e pela valorização de várias commodities, embora receios fiscais domésticos continuassem rondando os mercados, devendo manter a volatilidade elevada.

A moeda americana à vista caiu 0,32%, a R$ 5,23, depois de oscilar entre R$ 5,27 na cotação máxima e R$ 5,20 na mínima do dia.

Com esse desempenho, o dólar teve sua terceira queda em 15 dias de negociação. Na semana passada, a moeda encerrou no maior patamar desde fevereiro passado.

Últimas