Economia Em três meses, indústria demite 126 mil, e comércio, 101 mil

Em três meses, indústria demite 126 mil, e comércio, 101 mil

Dados são do IBGE, que apontou nesta sexta-feira (30) em pesquisa que desemprego afeta 14,4 milhões brasileiros

Agência Estado - Economia
Indústria encerrou 101 mil vagas de novembro de 2020 a fevereiro de 2021

Indústria encerrou 101 mil vagas de novembro de 2020 a fevereiro de 2021

Washington Alves/Reuters - 20.05.2020

O comércio fechou 101 mil vagas no trimestre encerrado em fevereiro ante o trimestre terminado em novembro, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta sexta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na passagem do trimestre terminado em novembro para o trimestre encerrado em fevereiro, também houve perdas de vagas na indústria (-126 mil), alojamento e alimentação (-34 mil) e administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (-61 mil).

Por outro lado, houve contratações nos outros serviços (87 mil ocupados), transporte (82 mil), agricultura, pecuária, produção florestal pesca e aquicultura (117 mil), construção (91 mil), serviços domésticos (102 mil) e informação, comunicação e atividades financeiras (151 mil).

Em relação ao patamar de um ano antes, a agricultura ganhou 226 mil trabalhadores, e a administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais contratou 374 mil trabalhadores a mais.

Houve perdas em todas as demais atividades. A construção demitiu 612 mil, o comércio dispensou 1,984 milhão. Alojamento e alimentação fechou 1,536 milhão de vagas, e serviços domésticos perderam 1,288 milhão de trabalhadores.

A indústria dispensou 1,319 milhão de funcionários, enquanto o setor de informação, comunicação e atividades financeiras demitiu 166 mil. Transporte perdeu 607 mil vagas, e outros serviços demitiram 917 mil pessoas.

Desemprego em massa

Conforme a pesquisa, o desemprego no Brasil voltou a subir no trimestre encerrado em fevereiro e agora atinge 14,4% da população, percentual equivalente a 14,4 milhões de trabalhadores. É é o pior da história para o período entre dezembro e fevereiro já registrado pela Pnad Continua, com série histórica iniciada em 2012.

Últimas