Economia Exportações superam importações em R$ 267,7 bilhões em 2020

Exportações superam importações em R$ 267,7 bilhões em 2020

Resultado positivo da balança comercial no acumulado do ano surge mesmo com o déficit de R$ 220,5 milhões em dezembro

  • Economia | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Balança comercial brasileira registrou saldo positivo de R$ 268 bilhões (US$ 50,995 bilhões) em 2020
  • Superávit é fruto de R$ 1,1 trilhão em exportações e de R$ 834,4 bilhões em importações no período
  • Resultado ocorre em meio à queda no volume de importações e exportações devido à pandemia
  • Agropecuária cresceu 6% em 2020 e fechou o ano com saldo positivo de R$ 237,6 bilhões
Resultado da balança comercial de 2020 superou o de 2019 em 6,2%

Resultado da balança comercial de 2020 superou o de 2019 em 6,2%

Amanda Perobelli/Reuters - 23.9.2019

A balança comercial brasileira registrou saldo negativo de R$ 218,4 milhões (US$ 41,6 milhões) em dezembro, afirmou o Ministério da Economia nesta segunda-feira (4). Apesar do déficit, as exportações superaram as importações em R$ 267,7 bilhões (US$ 50,995 bilhões) no acumulado de 2020.

O saldo positivo da balança comercial no acumulado do ano passado surge mesmo com a queda de 6,1% das exportações, para R$ 1,1 trilhão (US$ 209,92 bilhões), e de 9,7% nas importações, que somaram R$ 834,4 bilhões (US$ 158,93 bilhões). O padrão pode ser justificado pelo impacto da pandemia do novo coronavírus na economia global.

Leia mais: Governo restringe exportação de agulhas e seringas para vacinação

Apesar dos resultados menores, o saldo final da balança comercial superou o de 2019, quando as exportações superaram as importações em R$ 252 bilhões (US$ 48 bilhões). O resultado corresponde a um aumento de 6,2% no superávit comercial.

De acordo com o Ministério da Economia, a média diária das exportações totalizou R$ 7,74 milhões (US$ 1.475,39 milhões) no ano passado, o que representa uma queda de 7,7% na comparação com 2019.

O destaque de 2020 ficou por conta do crescimento de 6% da agropecuária, que fechou o ano com saldo positivo de R$ 237,6 bilhões (US$ 45,27 bilhões). As indústrias extrativa e de transformação, por sua vez, amargaram quedas de 2,7% e 11,3% no volume vendido no acumulado do ano passado.

Últimas