Economia Fiat e Peugeot criam a Stellantis, quarta maior montadora do mundo

Fiat e Peugeot criam a Stellantis, quarta maior montadora do mundo

Companhias receberam hoje autorização de acionistas; nova marca terá produção anual de 8 milhões de veículos

  • Economia | Do R7, com Reuters

Stellantis fabricará 8 milhões de veículos por ano

Stellantis fabricará 8 milhões de veículos por ano

FCA / Divulgação via Reuters

Acionistas da Fiat Chrysler e da PSA, dona da Peugeot, aprovaram nesta segunda-feira (4) a fusão das companhias, um negócio de US$ 52 bilhões que criará a quarta maior montadora de veículos do mundo, a Stellantis.

Com uma produção anual de cerca de 8 milhões de veículos em todo o mundo e receitas de mais de 165 bilhões de euros, a Stellantis deverá desempenhar um papel importante no salto da indústria automotiva para a nova era da eletrificação.

A Stellantis terá 14 marcas, incluindo Fiat, Maserati, Jeep, Dodge e Ram, da FCA, além de Citroën, Opel e DS.

Em duas assembleias extraordinárias separadas de acionistas, os investidores de cada grupo apoiaram a fusão com taxas de aprovação acima de 99%.

"Estamos prontos para esta fusão", disse o presidente-executivo da PSA, Carlos Tavares, acrescentando que a data para o fechamento do negócio será anunciada em breve. Ele disse que o acordo agora passou em todos os testes regulatórios.

Tavares, que assumirá o comando da Stellantis, terá de recuperar os negócios da montadora na China, racionalizar o grupo em expansão e lidar com um enorme excesso de capacidade, bem como se concentrar em novas tecnologias como eletrificação, direção autônoma e conectividade.

No Brasil, o grupo vai ampliar a liderança no mercado de automóveis e comerciais leves. Somando todas as marcas, a Stellantis teria no acumulado do ano passado até o fim de novembro vendas 401,5 mil veículos, dos quais 377,4 mil da FCA. Em seguida aparecem Volkswagen, com 299,3 mil, e General Motors, com 296,3 mil, segundo dados da associação de concessionários Fenabrave.

O presidente-executivo da FCA, Mike Manley, que vai liderar as operações da Stellantis na América do Norte, disse que 40% dos mais de 5 bilhões de euros em sinergias virão da convergência de plataformas e sistemas de motor e transmissão e de otimização de investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

Manley disse que 35% das sinergias serão obtidas com economias em compras de suprimentos, enquanto outros 7% serão geradas com economias em vendas e despesas gerais.

As duas companhias prometeram não fechar nenhuma fábrica depois da fusão.

Montadoras de veículos paralisam parte da produção por falta de peça

No Brasil, maior mercado da Fiat fora da Itália, a FCA possui duas fábricas de veículos - Betim (MG) e Goiana (PE) - com capacidade total para cerca de 1 milhão de carros por ano, além de duas fábricas de motores capazes de produzir 1,4 milhão de propulsores a cada ano. Já a PSA tem um polo automotivo em Porto Real (RJ), incluindo fábricas de veículos e motores.

Últimas