Economia Gás de cozinha sobe antes de reajuste anunciado pela Petrobras 

Gás de cozinha sobe antes de reajuste anunciado pela Petrobras 

Elevação já era detectada na semana passada, antes de aumento nas refinarias entrar em vigor, nesta segunda. Valor chega a R$ 125

Agência Estado
Funcionário leva botijões. Preço aumentou mesmo antes de reajuste vigorar

Funcionário leva botijões. Preço aumentou mesmo antes de reajuste vigorar

Caetano Barreira/Reuters - 2.5.2006

Mesmo antes de entrar em vigor o novo aumento de 5,9% do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), anunciado na sexta-feira (11) pela Petrobras, o preço médio do gás de cozinha (botijão 13 kg) para o consumidor subiu de R$ 85,27 para R$ 85,63 na semana de 6 a 12 de junho, com o valor máximo de comercialização voltando para o patamar de R$ 125, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

O preço mínimo de venda ao consumidor é observado na Região Sudeste (R$ 64), e o mais alto (R$ 125) no Centro-Oeste.

Nesta segunda-feira (14), passa a valer o novo preço do GLP nas refinarias da empresa, R$ 0,19 mais caro, elevando o preço por quilo para R$ 3,40, o primeiro aumento na gestão do general Joaquim Silva e Luna na presidência da Petrobras.

De acordo com o reajuste da Petrobras, o novo preço médio para o botijão 13 kg passa a ser de R$ 44,20 nas refinarias.

Ao valor, porém, é adicionada a fatia da distribuição e revenda (35,6%) e impostos estaduais (ICMS), de cerca de 14%, depois de o governo ter zerado os impostos federais (PIS/Cofins) que representavam menos de 1% do preço na refinaria.

Últimas