Economia Gasolina tem 1ª queda em 19 meses; diesel fica estável, apontam pesquisas

Gasolina tem 1ª queda em 19 meses; diesel fica estável, apontam pesquisas

ENERGIA-DIESEL-TICKET-LOG:Gasolina tem 1ª queda em 19 meses; diesel fica estável, apontam pesquisas

Reuters - Economia

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O preço médio da gasolina teve a primeira queda em um ano e sete meses nos postos do Brasil nos primeiros quinze dias de dezembro, enquanto o valor médio do diesel ficou quase estável no período, após avanços consecutivos desde abril, apontaram pesquisas separadamente nesta quarta-feira.

O litro da gasolina recuou 0,66% na primeira metade do mês, ante o mês anterior, para 6,952 reais, segundo levantamento feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

Em maio de 2020, último mês a registrar baixa no preço da gasolina nas bombas antes desta queda, o preço médio do litro era de 4,01 reais, disse a ValeCard.

Os dados foram obtidos por meio do registro das transações realizadas  entre os dias 1º e 14 de dezembro com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 25 mil estabelecimentos credenciados.

O recuo no combustível fóssil ocorre enquanto usinas do país registram queda no valor do etanol anidro, misturado na gasolina vendida nas bombas, segundo apontou recentemente a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica). Hoje, a mistura obrigatória do álcool na gasolina é de 27%.

Além disso, o etanol hidratado (concorrente da gasolina) também tem tido queda nas usinas nas últimas semanas, no principal polo produtor e consumidor do país, São Paulo.

A Petrobras --principal produtora de derivados do país-- também anunciou uma queda de 3% de sua gasolina vendida às distribuidoras a partir desta quarta-feira. Mas o repasse do recuo aos consumidores, nos postos, dependerá de outros fatores ao longo das semanas. Foi o primeiro recuo da Petrobras desde junho.

DIESEL

Já o preço médio do diesel --combustível mais comercializado do Brasil-- ficou praticamente estável nos postos na primeira quinzena do mês, a 5,619 reais por litro, após diversos avanços consecutivos desde abril, de acordo com levantamento da Ticket Log (IPTL).

O diesel S-10 foi comercializado pelo valor médio de 5,682 reais por litro, também próximo da estabilidade.

"Mesmo com médias ainda altas, vale observar este primeiro indicativo de estabilidade depois de acréscimos consecutivos desde abril", disse em nota o Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil, Douglas Pina.

Em abril deste ano, o diesel comum e o S-10 tiveram queda no preço e estavam sendo vendidos a 4,449 reais e 4,496 reais, respectivamente. "Fazendo o comparativo com este mesmo período, o valor atual ainda é cerca de 26% mais caro", adicionou Pina.

O índice de preços de combustíveis é levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log.

(Por Marta Nogueira)

Últimas