Economia Guedes diz que Argentina atrapalha modernização do Mercosul

Guedes diz que Argentina atrapalha modernização do Mercosul

Segundo o ministro da Economia, país vizinho é contra redução de tarifas entre as nações por questões ideológicas

  • Economia | Do R7

Guedes diz que reforma administrativa é a possível

Guedes diz que reforma administrativa é a possível

Adriano Machado/Reuters- 10/06/2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou nesta segunda-feira (27) a Argentina, país-membro fundador do Mercosul, que segundo ele, tem impedido o bloco comercial de avançar por questões ideológicas.

"O Mercosul vai se modernizar e quem estiver incomodado que se retire. Vamos ficar firmes em posição de avançar durante presidência brasileira do Mercosul", disse durante participação no 4º Encontro O Brasil Quer Mais, promovido pela ICC (International Chamber of Commerce).

O ministro repetiu que continua com o propósito de reduzir a alíquota do Imposto de Importação dentro do Mercosul em 10% este ano e mais 10% no ano que vem. "Paraguai, Uruguai e Brasil querem modernizar o Mercosul, Argentina não concorda. Não vamos sair do Mercosul, mas não aceitaremos um bloco como instrumento ideológico", disse.

Segundo Guedes, a falta de unanimidade no bloco pode impedir o avanço do Mercosul, que seria benéfico a todos os países. "Devemos ter uma moeda única em 10, 15 anos, essa é a tendência, como fazem os países da Europa", mencionou.

No evento, Guedes também criticou as pessoas que apontam que faltam planos para a área econômica do governo de Jair Bolsonaro. 

A reforma administrativa enviada ao Congresso, segundo o ministro, não é a mais potente, mas é o que foi "politicamente possível", disse, comentando que entregou o texto em 2019, mas só agora ela será analisado.

Últimas